sexta-feira, 20 de novembro de 2020

Gabriel Couto arranca com a obra da linha Oeste

Já está tudo a postos para o início das obras de requalificação da linha do Oeste que serão executadas pelo consórcio liderado pela Gabriel Couto numa empreitada orçada em 61,7 milhões de euros. Integrada no âmbito do Programa Ferrovia 2020, a empresa Infraestruturas de Portugal adjudicou ao consórcio Gabriel Couto, S.A. / M. Couto Alves, S.A. / Aldesa Construcciones, S.A. esta obra que terá de estar concluída no prazo de dois anos. 

Esta empreitada no distrito de Lisboa que liga Mira-Sintra/Meleças, em Sintra, e Torres Vedras prevê a eletrificação integral do troço, a beneficiação de cinco estações e seis apeadeiros e a criação e melhoria dos acessos às plataformas de passageiros para utentes com mobilidade reduzida. 
 
Com uma extensão de 43 quilómetros, este projeto vai ao encontro das necessidades da população da região, aumentando a qualidade do transporte ferroviário que passa a ser realizado por comboios elétricos, e beneficiando também as áreas envolventes. Assim, as melhorias serão sentidas na fluidez do trânsito rodoviário ao suprimirem passagens de nível com a construção de nove passagens desniveladas, e a automatização das restantes, com a instalação de sinalização semafórica. Desta forma procura-se reforçar as condições de segurança e circulação e, em simultâneo, a reabilitação estrutural, com o rebaixamento da plataforma ferroviária para colocação da catenária nos túneis de Sapataria, Boiaca, Cabaço e Certa. 
 
Para Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, estas obras de requalificação da Linha Ferroviária do Oeste dão resposta aos anseios das populações e vão permitir ter comboios mais amigos do ambiente, mais confortáveis, mais rápidos e frequentes a circular. “A modernização da linha do Oeste é uma obra que estas populações aguardam há muitos anos e que, agora, podemos dizer que vai mesmo acontecer”, referiu este governante na assinatura da adjudicação deste contrato. 

Tiago Couto, diretor da construtora de VN de Famalicão e responsável pelos projetos internacionais e de infraestruturas diz, por seu turno, que a adjudicação a este consórcio, com a liderança da Gabriel Couto, prova que esta empresa se mantém bem cotada no que respeita à inovação e excelência que permite a execução rigorosa dos prazos acordados. “Continuamos a investir na vanguarda da engenharia como motor de inovação e desenvolvimento. E com esta obra de ferrovia vemos o nosso portfólio de obras reforçado nesta área de projetos de infraestruturas”, observa este executivo da empresa minhota. que ocupa o sétimo lugar do “ranking” nacional do setor.

Ler o resto do artigo >>

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Solar dos Montalvões vai renascer como unidade hoteleira de alto padrão

O Solar dos Montalvões, edifício histórico de referência no Concelho de Chaves, foi adquirido no final dos anos 1970 pela Câmara Municipal de Chaves, com o intuito de lá instalar a Reitoria da UTAD (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro). Em 2016, o Solar foi incluído no Inventário Nacional do Património Cultural e em 2017 foi adquirido pela sociedade de investimentos imobiliários “Solar Investment”.
 
Situado no Concelho de Chaves, freguesia de Outeiro Seco, o Solar dos Montalvões, família cuja história se liga ao edifício por um período de quase 250 anos, pertencia originalmente à família Álvares Ferreira e foi erguido ao longo de pelo menos duas centenas de anos, provavelmente entre os séculos XVII e XVIII e com algumas adaptações feitas no XIX.
 
Construído pelo Grupo Costa&Carreira, o hotel terá uma área total de construção de 7.067m2m2 e 40 quartos. A área Wellness vai contar com tratamentos diferenciadores, como a Gruta de sal, o Tanque de flutuação, o Duche sensações, o Banho Vichy, o Banho de óleos, Banho de água ferrosa, Hidrocolonterapia, Acupuntura e Copoterapia, Shiatsu, além dos tratamentos tradicionais de Massagens e relaxamento, Sauna e Banho turco e Hidromassagem.
 


Desde o momento da aquisição do imóvel ao Município de Chaves que a sociedade de investimento ambicionou restituir ao antigo edifício, e área anexa, a sua dimensão patrimonial e cultural, dando-lhe agora um novo futuro como estabelecimento hoteleiro posicionado como referência diferenciadora da oferta regional e nacional de nível superior, com um posicionamento de mercado claro no âmbito dos produtos-chave na linha “Bem-estar”.
 

Com as especificidades morfológicas do edificado existente e a sua inserção no meio rural, o projeto apresentado foi desenvolvido sobre pressupostos de adequabilidade urbana e paisagística, preservando ao máximo a história preexistente e criando um novo edifício, que com elegância clássica escreve um novo capítulo da história da arquitetura do território.

Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Consórcio Sacyr Somague / Sacyr Neopul ganha adjudicação para linha da Beira Alta

A Sacyr Somague e a Sacyr Neopul acabam de conquistar a adjudicação da Empreitada de "Modernização da linha da Beira Alta, troço Santa Comba Dão – Mangualde”, projeto que tem um valor de 57,6 milhões de euros. A empreitada, com um prazo de execução de 760 dias, consiste na renovação integral do canal ferroviário e superstrutura de via numa extensão de 40 km e compreende os seguintes trabalhos principais: terraplanagem, drenagem, via férrea, obras de arte, estações e apeadeiros, serviços afetados, instalações fixas de tração elétrica e infraestruturas para sinalização e telecomunicações.

“As mais de três décadas de existência e mais de 20 anos a operar em distintos mercados permitiram à Sacyr Neopul acumular uma experiência e capacidade únicas no setor ferroviário, incluindo na Alta Velocidade. Esta empresa portuguesa é hoje a especialista do Grupo Sacyr para trabalhos neste setor em todo o mundo”, comenta Eduardo Campos, CEO do Grupo Sacyr Somague.

A Sacyr Neopul tem atualmente em curso obras ferroviárias em 6 mercados distintos: Portugal, Espanha, Reino Unido, Irlanda, Brasil e Uruguai.

Em Portugal, a empreitada agora adjudicada junta-se a outras empreitadas também a cargo da Sacyr Neopul atualmente em curso, como a manutenção de via e catenária na Rede Ferroviária Nacional, numa extensão de 1.000 km (com um valor de 40,3 milhões de euros) e a de Eletrificação da Linha do Minho entre Viana do Castelo e Valença - Fronteira (incluindo Estações Técnicas) numa extensão de 50 km (com um valor de 18,2 milhões de euros).


Detalhes do projeto
· Modernização da superestrutura de via, com a substituição integral da superestrutura de via, com utilização de travessas monobloco polivalentes em betão e carril 60 E1;
· Alteração do layout das estações de Santa Comba Dão, Oliveirinha e Nelas por forma a assegurar o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento e otimização das condições de exploração;
· Remodelação das estações e apeadeiros, incluindo alteamento, alargamento e prolongamento de plataformas, edifícios e acessibilidades;
· Estabilização da plataforma da via onde se verifique necessário;
· Estabilização e reforço pontual de taludes;
· Reabilitação/reformulação e/ou implantação do sistema de drenagem;
· Construção de infraestruturas de suporte à componente de sinalização e telecomunicações;
· Implementação de RCT+TP;
· Adaptação das instalações fixas de tração elétrica, quando necessário;
· Reconstrução/adaptação de edifícios e salas técnicas · Supressão de passagens de nível (Moimenta-Alcafache) e construção de desnivelamento.

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Hospital CUF Tejo conclui construção com gestão de obra a cargo da Engexpor

Foi concluída a construção do novo hospital CUF Tejo, localizado em Alcântara, em Lisboa, e que se assume como uma das mais diferenciadoras unidades de saúde privadas a operar em Portugal, assente numa infraestrutura física e tecnológica moderna com uma forte componente de ensino e investigação. A gestão da obra esteve a cargo da Engexpor, que acompanhou a execução dos trabalhos durante quatro anos, além de ter realizado a gestão de projeto desde a fase inicial de conceção. A execução de obra coube à Teixeira Duarte. 
 
Esta nova unidade hospitalar substitui o Hospital CUF Infante Santo, o mais antigo hospital privado do país com 75 anos de experiência. 
 


Ao todo, o edifício projetado pelo arquiteto Frederico Valsassina para acolher o novo hospital conta com mais de 75.000 metros quadrados (m²) de área bruta de construção, distribuídos por seis pisos acima do solo e quatro no subsolo, incluindo três de estacionamento com 800 lugares. O seu desenvolvimento implicou um investimento de 170 milhões de euros por parte da CUF.

Ler o resto do artigo >>

Schindler lança novos ascensores modulares

A Schindler anunciou o lançamento de uma nova geração de ascensores modulares, aos quais incorpora recentes inovações tecnológicas. Além disso, conta com serviços digitais adicionais que permitem uma experiência de utilizador totalmente nova.
 
O rápido processo de urbanização, aliado ao aumento do envelhecimento populacional, levam à procura por cidades mais inteligentes, que colocam as pessoas em primeiro plano. Em resposta a esta realidade, a Schindler criou uma gama de ascensores com base numa nova abordagem modular, com sistemas e componentes harmonizados
 
Além de proporcionar uma experiência de utilização mais integrada e interativa, a nova gama potencia o aspeto e a sensação de andar de elevador, ao mesmo tempo que dá maior liberdade aos arquitetos e permite aos proprietários supervisionar o desempenho dos equipamentos em tempo real.
 
«Colocámos novamente o extra no que nos torna extraordinários e com ele construímos uma nova geração de ascensores modulares a pensar nos Clientes e nos passageiros» refere Christian Schulz, Schindler’s Head of Group Operations and Member of the Group Executive Committee. «Um exemplo é que o ascensor pode agora facilmente ser utilizado como uma plataforma de infoentretenimento».
 
A nova gama também permite o acompanhamento da performance em tempo real, assim como a manutenção, reduzindo o tempo de inatividade das unidades, ao mesmo tempo que integra o sistema PORT da Schindler, para gestão contactless do tráfego. Todas estas funcionalidades são suportadas por elevados padrões de segurança.
Adicionalmente, como a saúde e o bem-estar se tornaram ainda mais importantes nos últimos meses, a Schindler identificou a necessidade de soluções inovadoras contactless. Em resposta, esta nova geração incorpora nas soluções existentes novas funcionalidades, através de painéis de controlo ativados por gestos e uma interface que permite aos utilizadores interagir remotamente com o painel através do smartphone, com a app myPORT.
 
Em linha com a apresentação da nova geração de ascensores, a Schindler está também a relançar o Schindler Digital Plan, uma ferramenta web para arquitetos e designers planearem o ascensor, de acordo com as suas necessidades específicas. A nova gama de ascensores também emite menos CO2 e tem um menor impacto ambiental em comparação com outras soluções atuais.
 

A Schindler vai lançar a nova gama de ascensores modulares, designados Schindler 1000, Schindler 3000 e Schindler 5000 em 2020, começando pela Ásia e pela Europa.

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 13 de outubro de 2020

Riverine - Architect Your Home reabilita edifício histórico na marginal de Oeiras

Com a conclusão das obras previstas para 2022, o Riverine resulta da reabilitação de um edifício cheio de história em condomínio exclusivo, situado em plena marginal de Oeiras (Paço de Arcos). Entre outras especificidades, o projeto é composto por jardim privativo, área de lazer com piscina e uma maravilhosa vista sobre o Tejo e o Atlântico. Com áreas brutas privativas entre os 172 e os 198 metros quadrados, cada moradia apresenta um valor que ronda os 1,5 milhões de euros. 

Nas palavras de Mariana Morgado Pedroso, Diretora Geral do Architect Your Home, “Este projeto procura tirar partido do melhor que a localização deste edifício tem para oferecer: uma vista única, primeira linha de mar e um jardim generoso na parte tardoz que permite usufruir de uma qualidade de vida sem paralelo. O projeto foi desenvolvido mantendo a traça original das fachadas para a Marginal em simultâneo com a introdução de novas infraestruturas de forma a dotar o edifício de excelentes acabamentos, eficiência energética e espaços amplos no seu interior, sempre com a relação mar-jardim presente ao longo dos vários compartimentos de cada casa.”



Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Excelência na estratégia de crescimento dá prémio Kaizen Lean 2020 à Garcia Garcia

A Garcia Garcia, construtora nacional especializada no Design & Build de edifícios industriais, logísticos, residenciais e comerciais, foi premiada pelo Kaizen Institute por ter consolidado os resultados obtidos nos últimos anos, que refletem uma rota de ascensão no mercado em que atua. Nas quatro categorias a concurso, a construtora nacional ganhou o prémio em “Excelência na estratégia de crescimento”, sendo a primeira vez que uma empresa do setor da arquitetura, engenharia e construção é reconhecida. Promovido pelo Kaizen Institute Western Europe, o evento decorreu ontem, dia 16, tendo-se realizado, este ano, via online. 
 
Com o objetivo de aumentar a sua eficiência organizacional e de definir uma nova estratégia de crescimento capaz de alavancar os resultados operacionais da empresa, a Garcia Garcia implementou a metodologia Kaizen, que se traduziu em benefícios. Centrada nos seus processos e pessoas, a empresa traçou novas formas de trabalho, reduzindo os desperdícios e otimizando recursos. Esta realidade traduziu-se no aumento da produtividade e no desenvolvimento coeso de uma cultura de melhoria contínua. O prémio vem, assim, reconhecer os resultados obtidos a este nível. 
 
“Este prémio do Kaizen Institute é para a Garcia Garcia um importante reconhecimento do trabalho que tem vindo a desenvolver nos últimos anos e cuja matriz principal é a procura da melhoria contínua da empresa. Esperamos servir de exemplo a outras empresas, que passem a adotar esta metodologia, que lhes permitirá desenvolver um planeamento produtivo, sistematizar procedimentos e otimizar processos.”, sublinha Miguel Garcia, administrador da empresa.

Com um portefólio de serviços destinados a conseguir a excelência operacional através da melhoria da qualidade dos produtos e serviços, do aumento da produtividade e da motivação dos colaboradores, o Kaizen Institute dá suporte a líderes de organizações no desenho e implementação de processos que permitem a prática da melhoria contínua de uma forma sustentada. O Kaizen Institute atribui os prémios Kaizen Lean no nosso país desde 2011, distinguindo a excelência nas empresas e premiando-as em quatro diferentes categorias distintas: produtividade, qualidade, sistema de melhoria contínua e estratégia de crescimento.

Ler o resto do artigo >>

Grupo Onires e Torrestir investem mais de 18 milhões de euros em projeto imobiliário na Maia

O Grupo Onires e a Torrestir adquiriram, num investimento conjunto, o empreendimento habitacional denominado “Páteo Quinta de Quires”, localizado no município da Maia. Ao todo, os dois grupos empresariais, com sede em Braga, vão investir mais de 18 milhões de euros para disponibilizar mais de uma centena de novas habitações na região do Grande Porto, destinadas à classe média. 
 
O empreendimento, exclusivamente habitacional, foi adquirido à banca pelas duas empresas através de uma sociedade detida em partes iguais especificamente para este efeito. Trata-se de um ativo imobiliário constituído por 10 prédios que englobam 132 habitações de tipologia T2 e T4 no município da Maia, freguesia de Vila Nova da Telha, servido por boas acessibilidades, próximo do aeroporto Francisco Sá Carneiro e do metro, e apenas a um minuto de todo o tipo de serviços e comércio, e com grande proximidade ao Porto e à Póvoa do Varzim. 
 

Em curso estão já os trabalhos de reabilitação, num investimento a rondar os quatro milhões de euros, sobretudo na conclusão de infraestruturas e equipamentos, áreas comuns e acabamentos.

Ler o resto do artigo >>

Edifício Almada 516 traz habitação premium à Baixa do Porto

A Predibisa e a Quintela e Penalva estão a comercializar o edifício Almada 516. Adjacente à icónica Avenida dos Aliados, uma zona prime da cidade, servida por uma ampla oferta de comércio e serviços e proximidade à rede de transportes, este é um projeto de reabilitação orientado para o segmento residencial, com oferta de nove habitações premium de tipologias T0 e T3. A localização singular do edifício, a par da qualidade do projeto, que mistura o moderno com o clássico, tornam o empreendimento numa oportunidade para quem procura viver ou investir na Baixa do Porto.

Da autoria de Pedro Ferreira Architecture Studio, o projeto de reabilitação, cujo promotor é O’Squared Group, teve como desafio preservar a estrutura em betão e reconstruir os restantes elementos criando nove apartamentos modernos, distribuídos por cinco pisos e adaptados às condições de conforto mais exigentes do mercado. Como áreas totais, as habitações variam entre os 34 m2 e os 169 m2, possuindo algumas frações terraços e jardins. Os preços de venda começam a partir dos 158 mil euros.

Ao nível dos acabamentos e materiais, o Almada 516 prima pelo detalhe e superior qualidade. Por forma a criar um edifício único na rua, o projeto assenta numa fachada principal recuperada, tendo sido aplicadas janelas com madeira exótica e vidros duplos, projetados elementos verdes especiais para a fachada tardoz e prestada atenção aos detalhes, mas também à funcionalidade e ao design.





Para Joana Lima, responsável da Predibisa pelo negócio, ”o edifício Almada 516 é um excelente exemplo de oferta habitacional, em pleno coração do Porto, numa zona emblemática da cidade, que mistura história com contemporaneidade.” A consultora sublinha ainda que “trata-se de um bom exemplo de reabilitação urbana de sucesso e que vem acrescentar valor à paisagem urbana da Baixa do Porto. O imóvel é, sem dúvida, a morada ideal para atrair novos residentes que apreciam a vida cosmopolita e pedonal que a Baixa oferece e para o investidor que pretende rentabilidade. Acreditamos que a comercialização deste novo edifício será um sucesso”.

Francisca Dória, responsável pela Quintela e Penalva Porto acrescenta “A existência de projetos imobiliários como o Almada 516 são fundamentais para a afirmação da cidade do Porto como destino turístico e residencial. A sua extraordinária localização e o cuidado que o projeto revela, em termos de acabamentos e aproveitamento de espaço interior, permitem, não só captar facilmente o interesse de investidores locais e internacionais, mas igualmente, daqueles que procuram soluções de habitação bem no coração da cidade, onde poderão beneficiar das inúmeras vantagens que só uma grande cidade pode proporcionar.”

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 15 de setembro de 2020

dstgroup conclui estação elevatória e rede de rega em Vila Verde este mês, um projeto de 4,2 milhões de euros

A construtora dst sa é a empresa responsável pela construção da Estação Elevatória de Cabanelas do Aproveitamento Hidroagrícola de Sabariz – Cabanelas e pela modernização da respetiva rede de rega, em Vila Verde. As duas empreitadas contam ainda com a intervenção da dte - instalações elétricas e hidromecânicas, da tconcrete e da tagregados, empresas do dstgroup.

Adjudicadas pelo valor de 4.202.893,16 euros pela Direção Geral de Agricultura e Desenvolvimento Rural, as obras integram o Programa Nacional de Regadios e têm como objetivo melhorar as condições de produção para os agricultores, através da instalação de uma rede de rega moderna, que permitirá um melhor aproveitamento dos recursos hídricos da zona. Para além da intervenção hidráulica de captação e pressurização de água foi já construído um sistema de condução da mesma ao longo das parcelas agrícolas.

Com o prazo total de execução de 19 meses, a concretização destes projetos implicou, numa primeira fase, a construção da rede de rega constituída por 21 km de condutas e 150 hidrantes de rega. Está a decorrer a segunda fase, com a construção da Estação Elevatória de Cabanelas que será constituída por três obras, designadas como Edifício de Comando, Laje de RH’s e Tomada de Água. Prevê-se a conclusão do projeto no final de setembro do corrente ano.


O projeto foi elaborado pela COBA, empresa de consultores de engenharia e ambiente com mais de 50 anos de atividade nacional e internacional, posicionando-se como a maior empresa portuguesa nesta especialidade.

A fiscalização da obra cabe à CASP - Engineering & Management, empresa que atua na área da prestação de serviços de projeto de engenharia e arquitetura e da gestão e fiscalização de obras.

Ler o resto do artigo >>

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO