quarta-feira, 16 de outubro de 2019

Obra da Bysteel em Paris vence prémios no European Steel Design Awards

O Hipódromo de Longchamp Paris venceu, por Portugal, duas categorias do European Steel Design Awards, o mais importante concurso do setor de aço que premeia, de dois em dois anos, promotores, arquitetos e construtores, responsáveis pela edificação de obras de estrutura metálica mais emblemáticas em toda a Europa. O projeto, com intervenção da bysteel, empresa do dstgroup, arrecadou o “Prémio Mérito 2019” e ainda o “Prémio do Público”, este último eleito por votação direta entre os 12 nomeados para esta categoria.

Os prémios foram atribuídos pelo European Convention for Constructional Steelwork, no Museum of Musics Instrument, numa cerimónia que decorreu ontem ao final da tarde, em Bruxelas. O projeto foi apresentado a concurso pela CMM - Associação Portuguesa de Construção Metálica e Mista -, também promotora do Portugal Steel Design Awards 2019, por se tratar de uma obra com intervenção da portuguesa bysteel.

O Hipódromo de ParisLongchamp é reconhecido internacionalmente como um dos mais exigentes circuitos de corridas de cavalos a nível mundial, sendo o palco da mais bela corrida de cavalos do mundo, a corrida do Arco do Triunfo. Foi imortalizado por pintores como Édouard Manet e era um dos locais preferidos de Degas, que, ao longo da vida, pintou 90 quadros relativos a corridas de cavalos.
O projeto de renovação do Hipódromo de Longchamp, agora designado por Hipódromo ParisLongchamp, é de autoria do arquiteto Dominique Perrault e contemplou a demolição de todas as bancadas construídas nos anos 60 e a sua substituição por uma única bancada – a nova Jockey Club Tribune –, que é simultaneamente mais compacta e funcional do que as originais.

A bysteel integrou o projeto de remodelação da “Tribune du Jockey”, nomeadamente através da conceção, fabrico e construção das estruturas metálicas e sistemas de fachada em alumínio e vidro, contribuindo de forma decisiva para a renovação deste importante espaço, inaugurado em 1857 por Napoleão III.
A “Tribune du Jockey” com 160 metros de comprimento e 23 metros de altura, apresenta uma “forma inclinada inspirada no movimento de um cavalo puro sangue a galope” e acolhe até 10 mil pessoas. Conta com quatro pisos e um restaurante no último piso, sobre uma estrutura em consola de grandes dimensões, com 23m de vão.
Recorde-se que, já na edição anterior, um dos “Prémio Mérito 2017” foi entregue ao Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, no qual também a bysteel foi responsável pelo fabrico, construção e conceção estrutural das ligações da estrutura metálica.
Para o presidente do Conselho de Administração do dstgroup, José Teixeira, os prémios “são o reconhecimento internacional do trabalho da bysteel, que é também distinguida neste prémio não só pela qualidade, rigor, eficiência, mas também pela apurada exigência técnica e de inovação que coloca ao serviço dos mais desafiantes projetos nacionais e internacionais.”

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 15 de outubro de 2019

Universidade de Aveiro desenvolve espumas 3D com base na cortiça

É um ótimo isolante térmico, é flexível e fácil de produzir. Para além disso, é mais uma forma de aproveitar a cortiça nacional e de promover a economia circular. Uma equipa de investigação da Universidade de Aveiro conseguiu produzir espumas para isolamento térmico com ajuda da cortiça desperdiçada na produção de rolhas. A equipa conseguiu ainda o feito de produzir as revolucionárias espumas através da impressão 3D.

“Sendo a cortiça um material isolante, a sua utilização na produção de espumas 3D de poliuretano [polímero utilizado na produção de vários materiais plásticos] tem a vantagem de ajudar no isolamento, obtendo-se valores de isolamento térmico idênticos às espumas convencionais”, congratula-se Nuno Gama, o investigador responsável por este projeto nascido no Departamento de Química e no CICECO - Instituto de Materiais de Aveiro, uma das unidades de investigação da UA.
Outra das vantagens da utilização da cortiça, mais propiamente das sobras da produção de rolhas, é que, com o uso deste material, se aumentou a sustentabilidade e a flexibilidade das espumas o que pode aumentar a gama de aplicações do material. E com o recurso à impressão 3D a UA abre as portas à produção de espumas com estrutura celular na exata medida das necessidades.
A impressão 3D apresenta diversas desvantagens relativamente às técnicas convencionais, como é o caso dos custos e tempos necessários para a produção das espumas. No entanto, aponta o investigador, apresenta também múltiplas vantagens. “Com recurso a esta técnica, não é necessário a produção de protótipos sendo também possível construir peças com geometrias impossíveis de se obter com recurso a outras técnicas. É ainda possível produzir peças personalizadas”, diz o investigador.
Para além de Nuno Gama, também os investigadores do CICECO Artur Ferreira e Ana Barros-Timmons participam neste projeto de uma equipa que tem uma larga experiência na produção de espumas de poliuretano, para serem utilizadas como isolantes térmicos, sempre a partir de recursos renováveis.

“Neste trabalho foi dado enfoco no isolamento térmico, mas o aumento da flexibilidade que a cortiça proporcionou, pode aumentar a gama de aplicações do material, como por exemplo na absorção de vibrações ou energia sonora”, esclarece Nuno Gama.

O custo associado hoje à produção de espumas 3D torna inviável produzir painéis para o isolamento de habitações, mas com a diminuição dos custos associados à técnica, “poderá no futuro tornar viável a utilização destes materiais no isolamento de produtos com elevado valor acrescentado”.

Ler o resto do artigo >>

sábado, 12 de outubro de 2019

Quintela e Penalva comercializa Cooper Residence em Vila Nova de Gaia

A Quintela e Penalva – Real Estate, consultora imobiliária 100% portuguesa, está a comercializar o empreendimento Cooper Residence, um edifício residencial na zona histórica de Vila Nova de Gaia, junto às Caves de Vinho do Porto. Este é um projeto de reabilitação urbana que vai transformar um antigo armazém ligado à indústria vinícola num empreendimento residencial de luxo.

Com conclusão prevista para o terceiro trimestre de 2021, o Cooper Residence é um empreendimento de 23 apartamentos distribuídos por seis pisos, com tipologias de T0 a T3 duplex e áreas entre os 42 m² e os 168 m². Os apartamentos terão um estilo moderno e confortável, com acabamentos de alta qualidade que privilegiam a eficiência energética, a robustez e a durabilidade. Todas as frações T2 e T3 contam com lugares de estacionamento, sendo alguns simples e outros duplos, num total de nove lugares de estacionamento individuais e três duplos.
É também nesta zona que, em 2020, irá nascer o World of Wine, um complexo com museus, restaurantes e uma escola internacional dedicados ao vinho e à sua importância para a Cidade Invicta. Segundo Francisca Dória, Diretora Comercial da Quintela e Penalva – Real Estate, a zona histórica de Vila Nova de Gaia tem crescido bastante ao nível do turismo pela estreita ligação que tem com a cultura vinícola, sendo também um foco de grande interesse para os investidores.

O empreendimento Cooper Residence reflete o forte investimento que a Quintela e Penalva – Real Estate tem feito no Porto, um mercado estratégico para a consultora imobiliária onde, no início deste ano, foi apresentado o projeto Pinto Bessa, na freguesia do Bonfim.

Ler o resto do artigo >>

sexta-feira, 11 de outubro de 2019

Mota-Engil venceu 3 concursos no valor de 327 milhões de euros

A Mota-Engil venceu três novos contratos em segmentos diferenciados de Obras Públicas, Serviços de Mineração e Construção Civil, em mercados relevantes como sejam Angola, Moçambique e Portugal, onde a Mota-Engil perspetiva continuar a afirmar-se como um player relevante no setor das Infraestruturas.

Em Angola, e resultante de um processo de Concurso Público para a implementação de projetos estruturantes na província do Cunene, a Mota-Engil ganhou contratos que visam a construção de barragens, sistemas de captação de água e canais adutores.

Neste conjunto de projetos anunciados pela Presidência angolana, a Mota-Engil Angola venceu, em consórcio com uma participação de 50%, o concurso referente ao terceiro lote, para a construção da Barragem de Calacuve, um projeto integrado no âmbito do “Programa de Ações Estruturantes de Combate aos efeitos da Seca – Província do Cunene”, sendo a obra avaliada em 177 milhões de dólares (160 milhões de Euros) e com um prazo de execução de 20 meses.

Em Moçambique, a Mota-Engil Engenharia e Construção África, S.A. (Mota-Engil África), celebrou um contrato para a execução de serviços mineiros em Moatize. O contrato totalizará cerca de 100 milhões de dólares (90 milhões de Euros) e contemplará execução dos serviços mineiros, incluindo a perfuração, desmonte com explosivos, carga e transporte do carvão e estéril. Os trabalhos, a executar em mina a céu aberto, terão um prazo de 60 meses e o início em outubro de 2019.

A assinatura de mais um contrato em Moatize, suportando o desenvolvimento da atividade económica que se alarga a toda a região de Tete, confirma Moçambique como um dos principais eixos da dinâmica comercial da Mota-Engil África neste continente, onde tem vindo a reforçar a sua posição como empresa de referência no setor da mineração.
Em Portugal, a Mota-Engil Engenharia e Construção, S.A., celebrou com a Vanguard Properties, um contrato para a construção do edifício residencial Infinity, um projeto que será um ícone da cidade de Lisboa, com um total de 195 apartamentos, entre as tipologias T1 e T6, e que reforça a Mota-Engil como empresa líder do mercado nacional e de referência em obras privadas de construção civil de elevada dimensão. O contrato, no valor de 77 milhões de Euros, prevê um prazo de execução de 28 meses.

Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Architect Your Home discute impacto das mulheres no sector imobiliário

O Architect Your Home, serviço de arquitectura e decoração que engloba uma rede de arquitectos e decoradores, vocacionados para o apoio ao investimento imobiliário em portugal, estará presente no Salão Imobiliário de Lisboa (SIL 2019), que se realizará na FIL, de 10 a 13 de outubro. Esta será a sexta vez consecutiva (desde 2013) que a equipa da Architect Your Home estará presente, num espaço promovido para aconselhamento gratuito aos visitantes, o Stand 2E05 (no pavilhão 2), denominado de “Pergunte aos Arquitectos - Architect Your Home”.

A 11 de Outubro, Mariana Morgado Pedroso será uma das intervenientes no painel de debate da tertúlia “Imobiliário no Feminino”, onde será discutido o impacto das mulheres no sector imobiliário português. Esta conversa terá lugar no Auditório SIL What’s New, entre as 16H30 e as 17H30.
Nas palavras de Mariana Morgado Pedroso, Directora-Geral do Architect Your Home “É com grande prazer que voltamos a fazer esta iniciativa juntamente com a organização da FIL, que irá proporcionar muitas horas de desenhos e esclarecimento de dúvidas junto dos visitantes da feira. Aconselho a que marquem a vossa consultoria gratuita através do site para garantir a sua vaga junto de um dos arquitectos!”

Ler o resto do artigo >>

quarta-feira, 9 de outubro de 2019

Empreendimento Montisnávia: Um projeto de Reabilitação Urbana, em Alcântara

Sob o claim “Habitat Natural”, o edifício Montisnávia foi desenhado para quem acredita na simbiose entre o espaço construído e a natureza. O projeto de arquitetura é da autoria de António Costa Lima, que aqui pretende o perfeito enquadramento do projeto na paisagem onde se insere.

Em Lisboa, na freguesia da Estrela, o empreendimento Montisnávia fica localizado na Travessa da Horta Návia, na zona de Alcântara, uma das zonas da cidade conhecida pelos seus restaurantes, pela vida noturna e pelos agradáveis passeios nas Docas, junto ao rio Tejo. É, também, uma zona de excelentes acessos rodoviários que permitem, de forma fácil e rápida, chegar aos mais diversos pontos da cidade de Lisboa ou atingir as vias mais importantes de saída da cidade como, por exemplo, a entrada para a Ponte 25 de Abril.

O projeto pensado para o edifício Montisnávia nasce da junção e reabilitação de um palacete classificado e de uma antiga fábrica. Com a recuperação da fachada da antiga fábrica e a reabilitação integral do palacete existente, foi possível preservar a imagem histórica deste bairro da cidade, a que veio aliar-se uma contemporaneidade conceptual, permitindo estabelecer uma dialética entre o passado e o presente.
São 31 frações, de tipologia T1 a T4, e a preços muito convidativos (desde os 260.000€) que vêm acrescentar, ao existente leque de opções preço/qualidade, um projeto habitacional de referência e de singular oferta aos investidores e famílias portuguesas ou estrangeiras que têm preferência por viver na cidade de Lisboa, numa localização privilegiada, a preços atrativos.

O empreendimento oferece apartamentos com jardins e terraços privativos, portaria, e um a dois lugares de estacionamento por fração, entre outras características. Os terraços rasgam a superfície da cobertura, dando lugar a generosas imagens panorâmicas sobre o Parque Florestal de Monsanto, sobre a Ponte 25 de abril e, em parte, sobre o rio, transmitindo uma sensação de calma e tranquilidade.
Alcântara é uma das zonas, em Lisboa, que está em grande regeneração, com espaços para projetos de reabilitação e construção nova, conferindo-lhe, por via disso, um enorme potencial de interesse e valorização, bem como a certeza de que este espaço da cidade será, em breve, uma zona de enorme renovação arquitetónica e populacional.
Estima-se que o projeto esteja concluído no primeiro semestre de 2021, estando a comercialização a cargo da RE/MAX Collection Siimgroup e da Portugal Sotheby’s International Realty.
O investimento e promoção é da responsabilidade da ADDSOLID – Real Estate Investment, que procurou com este empreendimento oferecer um revitalizante marco para esta zona de Lisboa, um projeto que alia a qualidade conceptual à integração e reabilitação da malha urbana.

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Garcia Garcia assegura ampliação da germânica Kirchhoff Automotive em Portugal

A Kirchhoff Automotive, multinacional alemã do ramo automóvel, está a ampliar a sua fábrica em Ovar e escolheu a Garcia Garcia, construtora nacional especializada em design and build de edifícios industriais, logísticos, residenciais e comerciais, para a construção. A subsidiária portuguesa, que fornece peças complexas de metal e estruturas híbridas para aplicação em carroçarias e chassis para a indústria automóvel e que se destinam essencialmente aos mercados externos, irá aumentar a sua capacidade de produção com um processo inovador de estampagem a quente. A obra tem um prazo de execução de 10 meses.

A Garcia volta, novamente, a ser o parceiro escolhido por uma multinacional a investir em Portugal. Trata-se de um projeto que reflete o dinamismo que a filial portuguesa tem vindo a demonstrar e que tem como objetivo aumentar a capacidade de resposta para com as principais fabricantes de automóveis.

O projeto implica a ampliação do complexo industrial com a construção de um novo edifício, contíguo a um pavilhão existente, dividido em dois blocos estruturalmente independentes. O primeiro, em betão armado, materializa a transição entre o edifício existente e a ampliação, tendo forma retangular e sendo composto por três pisos elevados, destinados a aumentar as áreas sociais e administrativas do complexo. Por sua vez, o segundo, em estrutura metálica, será destinado ao aumento da capacidade produtiva da Kirchhoff Automotive, recebendo mais linhas de produção.

Todos os trabalhos estão a ser realizados enquanto o restante complexo produtivo da Kirchhoff Automotive continua a laborar. Este foi um dos desafios intrínsecos à obra, que a Garcia teve de planear, por forma a ter um impacto reduzido na atividade normal da empresa e não provocar constrangimentos ao nível do processo logístico e produtivo. A construtora assegurou, assim, a manutenção das instalações em total funcionamento e a gestão de todas as condições de segurança para todos aqueles que trabalham no complexo.
A Kirchhoff Automotive Portugal integra o grupo Kirchhoff Automotive, que conta com 9.000 colaboradores e 30 fábricas distribuídas por 11 países.

Esta obra para a Kirchhoff Automotive junta-se ao vasto portefólio da Garcia Garcia para a indústria automóvel. Anteriormente, a construtora foi responsável pela conceção e construção de cinco unidades em Viana do Castelo, quatro instaladas no Parque Empresarial de Lanheses - BorgWarner, Eurostyle Systems, Steep Plastique e Bontaz e, uma outra, a Serratec, na Zona Industrial de Neiva. Além das anteriores, a construtora teve também intervenção no projeto de ampliação da franco-nipónica Uchiyama.

Ler o resto do artigo >>

segunda-feira, 30 de setembro de 2019

Sacyr Somague é uma das empresas pré-qualificadas para grande projeto de Gás Natural Liquefeito na Alemanha

Um consórcio participado pela empresa portuguesa Sacyr Somague acaba de ser pré-qualificado pela “German LNG Terminal GmbH”, joint venture responsável pelo projeto do terminal de Gás Natural Liquefeito (GNL) em Brunsbuettel, no norte da Alemanha, para o projeto de engenharia, compras e construção deste terminal.

Foram avaliadas como essenciais as seguintes qualificações: histórico de segurança, experiência em design e construção de projetos similares, conhecimento dos códigos e práticas alemãs e capacidade financeira e a Sacyr Somague foi qualificada num consórcio com as empresas Sacyr Fluor S.A. - Entrepose Contracting S.A.S. / Vinci Construction Grands Projets S.A.S..
O final do processo de adjudicação está previsto para 5 de dezembro de 2019, com a subsequente adjudicação do contrato planeada para antes do fim de abril de 2020. O projeto prevê um cais com duas estações de acostagem para navios de transporte de GNL que variam de 1.000 a 265.000 cbm, ambas com capacidade de descarga e carregamento de GNL, tanques de armazenamento de GNL, instalações de vaporização e distribuição de GNL, com uma capacidade total até 8 bcm por ano.

Ler o resto do artigo >>

dstgroup constrói residências de estudantes em Carcavelos

A dst foi a empresa selecionada para a construção dos Smart Studios Carcavelos, uma residência de estudantes com 301 estúdios, com abertura prevista para o segundo semestre de 2020. Criada há cerca de três anos, a marca Smart Studios dedica-se ao mercado de arrendamento de estúdios acessíveis para alunos, professores e jovens profissionais, numa premissa de “all inclusive”, promovendo também projetos de co-living. A meta é, de acordo com Ricardo Kendall, CEO da marca, “colocar no mercado mais de 2700 estúdios nos próximos seis anos”, confiando em empresas parceiras, como a dst, para a materialização desse ambicioso objetivo.

A empreitada, já em fase adiantada de execução, prevê a construção de um edifício de raiz, com sete pisos, dois dos quais para estacionamento subterrâneo, perfazendo um total de 13.000m2 de área edificada. Além dos 301 estúdios, o projeto, da autoria do atelier Pereira Miguel Arquitectos, conta com espaços de co-living com muitas áreas de estudos e também vários espaços de reuniões preparados para os estudantes, mas também para o staff da nova School of Business and Economic e da nova Escola de Comunicações da NATO.

Para além da dst, sa, a empreitada conta também com a participação dte - empresa de instalações especiais -, empresa do dstgroup, que terá a seu cargo toda infraestrutura elétrica e AVAC. Adicionalmente a Revestsolutions - empresa de revestimentos -, participa na execução de revestimentos e isolamentos interiores e a DRI – empresa de drenagens, revestimentos e impermeabilizações -, participa na realização das diversas soluções de impermeabilização. A aliança das mais variadas competências geridas dentro dos parâmetros da metodologia 5S, permitem a implementação eficiente de soluções de reengenharia fundamentais para dar cumprimento aos prazos dentro dos elevados padrões de qualidade projetados para este tipo de construção.
A inquietação para estar na vanguarda dos requisitos dos projetos de nova geração, é comprovado com a implementação da ferramenta BIM - Building Information Modeling -, a qual de forma simplificada se traduz numa construção virtual equivalente a uma edificação real. A ferramenta BIM aplicada pela dst, sa nesta empreitada pode ser utilizada para visualização tridimensional, auxiliando nas diversas decisões de projeto, comparação das várias alternativas de design e compatibilização de especialidades ocultas no habitual formato bidimensional.
Esta parceria entre o dstgroup e a Smart Studios é o resultado do trabalho consolidado que o grupo, liderado por José Teixeira, tem colocado ao serviço de projetos de habitação e de hotelaria de excelência e que agora a Smart Studios pretende ver replicado neste conceito inovador de co-living. “Estou certo que as valências internas do dstgroup, o know how que detemos fruto de anos de trabalho e de dedicação, o escrupuloso cumprimento dos prazos e a ambição de fazer mais e melhor junto dos nossos parceiros de negócios foram determinantes na escolha das nossas empresas para este projeto”, evidencia José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do dstgroup.

Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 26 de setembro de 2019

Apartamento do Morro

O pequeno apartamento, de 60m2 é parte de um prédio de rendimento da década de 60. A planta original está dividida em pequenos espaços, articulados por um hall de entrada e um corredor de distribuição. O objectivo do projeto é maximizar o espaço útil da habitação, demolindo o interior e reorganizando a planta. O projeto é do Hinterland Architecture Studio - HAS.

Durante as primeiras demolições foi claro que existiriam constrangimentos com as infraestruturas do edifício, impossibilitando a alteração da localização da cozinha e da instalação sanitária. Com um orçamento reduzido, a estratégia foi demolir as paredes divisórias desnecessárias, alterar os vãos e intro-duzir isolamento térmico e acústico nas paredes exteriores.

A nova planta mantém a localização original dos quartos e da instalação sanitária, enquanto o hall de entrada, cozinha, sala e marquise se transformam num espaço único, permitindo a entrada de luz natural em todo o apartamento.
 
O soalho existente foi um elemento importante a manter, foi recuperado e completado enquanto as paredes e os tectos foram pintados completamente de branco. A carpintaria foi desenhada como um elemento contemporâneo em painéis de fibras de madeira coloridas, aplicada como objeto autónomo do espaço existente.

Veja de seguida o vídeo sobre o Apartamento do Morro, produzido pela Building Pictures.

Ler o resto do artigo >>

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO