quinta-feira, 18 de abril de 2019

Construtora recorre a vidente para vender apartamentos... E acaba condenada em tribunal!

Uma construtora de Matosinhos vai ter de pagar 13.500 euros a uma vidente contratada para promover a venda "espiritual" de vários imóveis que estavam por vender há vários anos. Os factos ocorreram em novembro de 2015, quando o administrador da construtora contratou a vidente para que esta com os seus serviços, "abrisse os caminhos da sorte" e ajudasse a vender vários apartamentos que a empresa tinha.

A construtora defendia que o contrato era nulo tendo em conta a natureza dos serviços prestados, mas os juízes desembargadores têm outra opinião e consideraram que o contrato não é nulo.

A empresa já tinha sido condenada na primeira instância, mas recorreu para o Tribunal da Relação do Porto, que confirmou agora a sentença, dando razão à vidente que reclamava o pagamento dos serviços que prestou e que não foram liquidados na totalidade.

"O contrato através do qual alguém que exerce atividades de medicina natural, alternativas ou espirituais se obriga perante o proprietário de imóveis que os pretende vender a realizar, a troco de uma remuneração, ações de trabalho espiritual para impulsionar a venda, é um contrato de prestação de serviços", refere o acórdão consultado pela Lusa.

O Tribunal deu como provado que a autora "recebeu, por diversas vezes em consulta, no seu gabinete o legal representante da empresa, forneceu a este raízes para ele tomar e ainda se dirigiu por diversas vezes ao referido empreendimento, onde realizou várias cerimónias espirituais, e ainda pagou e rezou as competentes missas".

A empresa solicitou à vidente que intervisse relativamente a compradores que estavam indecisos e que "dentro da sua espiritualidade, conseguisse desbloquear tal indecisão".

Após a intervenção da vidente os imóveis venderam-se quase na totalidade e em tribunal a empresa não demonstrou qualquer outro facto que justifique que as vendas tenham ocorrido.

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 16 de abril de 2019

Requalificação do Mercado Municipal de Braga já está em curso

A Costeira – Engenharia e Construção foi a empresa eleita para a requalificação do Mercado Municipal de Braga, cujas obras já estão em curso. O projeto visa otimizar a infraestrutura e, simultaneamente, proporcionar melhores condições técnicas e logísticas adequadas às novas exigências e com novas valências.

É atribuído um papel central ao terrado, onde se desenvolverá toda a atividade económica. Este espaço terá uma cobertura de vidro, acompanhada por vigas de madeira que permitirão controlar a luz solar. A ala nascente terá uma nova utilização, com a instalação de diversas bancas dedicadas à restauração e à venda de produtos gourmet. Por sua vez a ala sul continuará a ter o seu piso 0 dedicado aos talhos, sendo o piso inferior usado para fins logísticos de cargas e descargas. Será criado um piso superior com quatro salas polivalentes. A ala Poente manterá o seu uso de talho no piso 0 e peixaria no piso inferior, reorganizando-se com poucas alterações o restante piso inferior e criando-se um túnel de acesso à praça para cargas e descargas.
Construído na década de 1950, o Mercado Municipal de Braga enquadra-se no estilo arquitetónico denominado Português Suave. O projeto em execução procurou preservar o traçado original do edifício, proporcionar melhores condições de trabalho a todos os comerciantes e torna-lo mais atrativo para os visitantes. Para além da reabilitação e da ampliação do mercado, o projeto inclui o redesenho do espaço público envolvente.

Ler o resto do artigo >>

Armonia é o novo condomínio de luxo a cargo da Predibisa

Nas portas do Parque da Cidade, no Porto, surge Armonia, um novo projeto residencial de luxo, cuja colocação está entregue à Predibisa. O condomínio fechado, que prima pela segurança e tranquilidade, dará lugar a nove apartamentos, distribuídos por 5 pisos, de tipologiasT2, T3, T3 Duplex e T4, com o valor de venda a fixar-se em 5.000 € por metro quadrado. Inserido numa zona residencial muito tranquila e com boas acessibilidades, o projeto dispõe de excelentes áreas de habitação e de uma magnífica exposição solar.

Composto por nove apartamentos, as áreas por fracção oscilam entre os 154 e os 301 m2 e o preço por metro quadrado é de uma média de 5.000€. Do total de nove habitações, duas são de tipologia T2, um T3 Duplex, um T3 na penthouse e cinco são de tipologia T4. Destaque para um dos T4, situado no rés-do-chão, com acesso direto da garagem e um jardim privativo. Ginásio equipado, jardim comum e estacionamento subterrâneo de dois pisos, são outras valências à disponibilidade dos futuros habitantes.
O empreendimento evidencia-se pelo acesso fácil a qualquer ponto da cidade do Porto, bem como pela sua proximidade ao mar. O posicionamento do edifício Armonia permite conjugar as dinâmicas do quotidiano na cidade com o fluxo de movimentação de uma vida com viagens, uma vez que está localizado a apenas 10 minutos do aeroporto.
A proximidade a serviços como escolas, farmácias, bancos, centros comerciais e os bons acessos a toda a rede de transportes públicos e viários, faz do Armonia um empreendimento de alta qualidade e de máximo conforto. O maior parque urbano do país, o Parque da Cidade do Porto, é outro dos atrativos contíguos a este empreendimento do segmento premium.
Segundo Ana Jordão, responsável da Predibisa pelo negócio, “Armonia é um projeto de luxo verdadeiramente diferenciador, pautado pela atenção aos detalhes e focado nos materiais e acabamentos de qualidade superior. As habitações primam pela sua funcionalidade e são compostas por áreas de dimensões muito amplas e dotadas de uma excelente exposição solar, o que lhes confere uma luminosidade ímpar."

A consultora afirma ainda que “em função da grande curiosidade que tem havido por parte do mercado, acreditamos que as vendas serão um êxito. Este é um investimento seguro, não só pela exclusividade do edifício, mas também por estar localizado junto ao Parque da Cidade do Porto, numa fusão entre o urbano e a natureza, sendo sinónimo de uma superior qualidade de vida”, acrescenta.

Ler o resto do artigo >>

Capelas de Braga vencem prémio de arquitetura do ArchDaily

O site de arquitectura ArchDaily distinguiu as capelas Imaculada e Cheia de Graça de Seminário de Nossa Senhora da Conceição em Braga, na categoria de Arquitetura Religiosa, com o prémio Edifício do ano de 2019.

As Capelas de Braga, obra executada pela Costeira – Engenharia e Construção e projeto do gabinete Cerejeira Fontes Arquitetos, têm sido alvo de vários reconhecimentos pela sua simplicidade que oculta a complexidade de liturgia.

As capelas premiadas são duas num mesmo edifício: a de maior tamanho resulta da requalificação da capela existente do Seminário destinada a celebrações em dias festivos. A menor é uma capela doméstica para a celebração da liturgia diária do grupo em formação, residente no Seminário. Esta segunda é, portanto, um espaço dentro do espaço da primeira e, como um coro alto, acessível por um andar superior do seminário.
O projeto centrou-se na recuperação da Capela Imaculada Conceição e do coro-alto. A construção da capela data da década de 1940 e a sua requalificação foi concluída em 2015.

No coro-alto foi instalada uma escultura em madeira composta por várias peças encaixadas e suportada por pilares altos e finos. A copa desta estrutura cria um espaço reservado, uma espécie de capela de pequena dimensão.
O recurso a painel sandwich acústico e a forma alongada da abóbada permitem um melhor desempenho do espaço a nível sonoro. Foi aproveitado o pé direito total do espaço de intervenção, assim como as suas paredes exteriores.
Ambas as capelas são envoltas por uma abóbada com 12cm de espessura, feita em betão, suspensa por uma discreta estrutura em aço. Os rasgos existentes na abóbada e numa das extremidades permitem a passagem de luz solar.

Braga já tinha recebido um prémio ArchDaily de Arquitetura Religiosa em 2011, atribuído à Capela Árvore da Vida, situada no interior do Seminário Conciliar de São Pedro e São Paulo e da autoria do mesmo atelier de arquitetura.

Ler o resto do artigo >>

segunda-feira, 15 de abril de 2019

Sacyr Somague ganha construção da Estação Jardim Colonial do Metro de São Paulo, no Brasil

A Sacyr Somague acaba de ver adjudicada a construção da nova estação Jardim Colonial, na linha 15-Prata do Metro de São Paulo, no Brasil. O projeto está orçamentado em 62,2 milhões de reais (cerca de 14,5 milhões de euros) e o prazo de execução é de 24 meses.

A nova estação terá nove escadas rolantes e quatro elevadores, uma área construída de 5.974m2, distribuídos por seis pisos com áreas de acesso e instalações técnicas, permitindo completar a Linha 15-Prata do monocarril com capacidade para transportar 400 mil pessoas por dia.

O projeto, adjudicado pelo Metro de São Paulo, inclui a execução das obras da estação e edifícios de apoio, comunicação visual, paisagismo, iluminação, dois quilómetros de ciclovia e a adaptação do sistema viário no troço compreendido entre as estações de São Mateus e do Jardim Colonial.

Sacyr Somague no Brasil
A Sacyr Somague tem uma longa experiência no mercado brasileiro, no qual desenvolveu também outros projetos no Metro da cidade de São Paulo e onde está a trabalhar na linha leste do Metro de Fortaleza. A empresa também detém uma vasta experiência em projetos residenciais, projeto rodoviários e hídricos, entre outros projetos.

Ler o resto do artigo >>

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Predibisa com crescimento de 20% em 2018

A Predibisa fechou o ano de 2018 com uma concretização de negócios de 180 milhões de euros (M€), registando, assim, um crescimento de 20% face ao ano anterior. A consultora imobiliária especializada no norte do país acumula ganhos sucessivos nos últimos anos, em consonância com o bom momento que o setor atravessa, com todas as áreas de negócio a evoluírem favoravelmente. Em destaque o segmento de escritórios, no qual a Predibisa foi responsável pela colocação de uma área total de 42.605 m2 no Grande Porto.

Nos últimos anos, os movimentos de negócios da Predibisa cresceram expressivamente, atingindo, em 2018, o valor mais alto de sempre. “O nosso crescimento tem uma relação direta com o crescimento e a modernização do Grande Porto. O facto de todos os segmentos de negócio terem crescido é um indicador da vitalidade da região.”, afirma o diretor-geral da Predibisa. João Magalhães adianta ainda que: “os investidores, sejam particulares para o segmento residencial ou multinacionais interessadas em se instalar no Porto, têm valorizado o facto de a Predibisa ser uma empresa portuguesa, nascida no Porto, que atua com os mesmos padrões de negócio internacionais”.

O portefólio da Predibisa incorporou em 2018 importantes negócios. Desde logo na área Corporate evidenciaram-se transações como o Urbo Business Center, com a instalação do BNP Paribas; o novo centro tecnológico de I&D do Prozis Group; um espaço comercial no edifício da Milestone que alojará a futura residência universitária na Asprela; e ainda a colocação da Starbucks. Já na Reabilitação Urbana destaque para projetos como a colocação a 100% dos apartamentos do Aliados 107; o Flores Plaza e Flores 77 e, na área Residencial, os projetos Sousa Rosa 33; Sobreiras 470; Jazz Residence; Boavista Prime e Ouro Residence.

Dinamismo imobiliário transversal aos vários segmentos
2018 foi um ano recorde na colocação de escritórios pela Predibisa, motivados por uma maior confiança do mercado. Do lado da procura o crescimento foi alavancado pelas multinacionais, que elegem cada vez mais o Grande Porto para se instalarem e também pelas empresas já instaladas, em fase de crescimento, que têm interesse em se deslocalizarem para edifícios com melhores infraestruturas. Acessibilidades, qualidade de vida, relação custo/benefício, também explicam a forte representatividade o ano passado no segmento de escritórios da região.

Já o segmento residencial da Predibisa voltou a demonstrar o forte desempenho, registando um acentuado volume de transações, com bons retornos imobiliários. De destacar, a retoma na construção, fator que tem originado a que zonas como a Foz tenham previstos novos e importantes projetos habitacionais, que em muito contribuem para a renovação da cidade. Por outro lado, a reabilitação urbana no centro do Porto, aposta da consultora há já vários anos, e fortemente interligada à área residencial, mas também a outras como o retalho, a promoção e a hotelaria, consolidou os níveis de crescimento. Esta dinâmica advém, essencialmente, do aumento do turismo e do alojamento local.
No que diz respeito ao retalho, ao longo do ano de 2018 verificou-se um crescimento significativo, com mais incidência no comércio de rua, que se mantém muito ativo, devendo-se, em larga medida, ao incremento do turismo, sendo a Baixa do Porto a zona com maior incidência de procura de espaços comercias. O crescente aumento de turistas que visita a cidade é também fator impulsionador que, com os novos projetos que se encontram em desenvolvimento, como é exemplo na Avenida dos Aliados, potenciarão inovação e serão destino de lojas de marcas de luxo.

Já na vertente indústria e logística, o ano revelou bons níveis de performance, comprovando assim a consolidação do mercado imobiliário a norte. Um dos negócios a destacar nesta área refere-se à colocação da Garland, em Aveiro. As boas perspetivas de conjuntura económica projetam uma evolução ainda mais positiva no decorrer dos próximos anos, quer ao nível da procura como do investimento neste segmento.

Por último, o segmento de capital market, que nos últimos anos tem registado valores recorde, em função de muitas empresas estrangeiras apostarem na região em grandes ativos imobiliários, numa base de rendimento garantido, voltou a afirmar-se em 2018. Isto deve-se ao facto do Porto ter o metro quadrado dos mais baratos da Europa, logo a rentabilidade é das mais altas.

Este ano também se prevê favorável para a atividade da Predibisa: “As nossas projeções para 2019 são otimistas. Acreditamos que o turismo continue a alavancar o alojamento local e a hotelaria, a par do forte incremento em projetos de reabilitação, bem como o aumento do número de estudantes estrangeiros, que fomenta o mercado de residências de estudantes. Este último deverá impulsionar uma intensa atividade de investimento no mercado imobiliário do Porto. Não obstante, a procura de escritórios na região deverá manter os níveis de absorção inéditos de 2018 e será outra das tendências fortes do ano.” conclui João Magalhães.

Ler o resto do artigo >>

DTE participa no projeto de reestruturação e reconstrução da “Maison des Jeunes” em Paris

A dte, empresa de instalações especiais do dstgroup, ganhou o projeto de reestruturação e reconstrução da “Maison des Jeunes”, da Associação St. Vincent de Paul, em Paris, uma instituição que apoia e acompanha crianças, adolescentes e jovens que se encontram em situações fragilizadas. A empreitada ronda no total os 7,2 milhões de euros, dos quais 470 mil para trabalhos de AVAC e hidraúlica.

A empreitada foi adjudicada pela Eiffage Construction Équipement, uma das maiores empresas francesas na área da construção, que entregou recentemente à dte a requalificação e transformação de uma central de correios num centro de formação, também em Paris, e que permitiu ao dst group um encaixe financeiro de 1,4 milhões de euros.

A Maison des Jeunes é uma obra com 2900m² de área total, dos quais 1100 m² alocados às atividades de casa, 1000 m² destinados a atividades em comum e 800 m² para o jardim. Devido ao aumento de utentes da instituição, atualmente com mais de 600 jovens e cerca de 100 voluntários, as instalações são manifestamente insuficientes, sendo, por isso, necessário um aumento e reestruturação das mesmas. A dte será responsável pela execução dos trabalhos de AVAC e hidraúlica neste projeto, que apresenta soluções ecologicamente responsáveis, nomeadamente através do aproveitamento das águas pluviais.
Na cobertura do edifício será instalado um sistema de aproveitamento de águas pluviais (SAAP), em que as águas da chuva serão armazenadas num reservatório, sendo reaproveitadas para abastecimentos que não coloquem em causa a saúde dos utentes da instituição, designadamente para a rega de zonas verdes e lavagem de espaços comuns.
Situada no 10º bairro de Paris, a Maison des Jeunes acolhe crianças, adolescentes, jovens e famílias do bairro da Paróquia de ST Vincent de Paul, e tem como principal missão a educação de crianças e de jovens em situações fragilizadas, através de apoio em áreas de desenvolvimento físico, psicológico, intelectual, interior e espiritual. Naquele espaço estão disponíveis atividades como o desporto, apoio escolar, despertar artístico, iniciativas solidárias, estadias para férias, passatempos em família e formação em áreas da costura e cozinha.
José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do dstgroup, sustenta a conquista desta obra em dois pilares. “A experiência do dstgroup na reconstrução e reabilitação de edifícios públicos e o escrupuloso cumprimento de prazos foram os dois principais critérios que justificaram a preferência da Eiffage, uma das maiores construtoras europeias, a par do reconhecimento do excelente trabalho que temos vindo a desenvolver, quer em termos de inovação, quer em termos de execução”, assinala.

Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 11 de abril de 2019

GuestReady adquire BnbLord e torna-se líder europeu na gestão de alojamento local

A GuestReady, empresa global de gestão de unidades de alojamento local em plataformas online, acaba de anunciar a aquisição da BnbLord, a maior empresa de administração de unidades de alojamento local em França, tornando-se agora no GuestReady Group. A união das duas empresas dará origem ao fornecedor líder na Europa na área da gestão de unidades de alojamento local, gerindo mais de duas mil propriedades através da oferta de uma ampla gama de serviços para proprietários, agentes e hóspedes.

A GuestReady vem imprimindo um ritmo sem precedentes no setor da administração de imóveis, assumindo rapidamente o papel de líder no complexo segmento da gestão de alugueres de curta-duração. Desde o seu lançamento no verão de 2016 a GuestReady adquiriu três empresas concorrentes, com a BnbLord a marcando a mais recente e maior aquisição até o momento. Fundada em 2015, a BnbLord opera em muitas cidades da Europa, com presença dominante em França e em Portugal. No ano passado a empresa gerou mais de 10 milhões de euros em receitas para os seus clientes proprietários.

Com sede na Suíça, o GuestReady Group integra agora no seu portefólio mais de 2.000 propriedades, através das suas marcas GuestReady, BnbLord, Oporto City Flats e Easy Rental Services. Os serviços disponibilizados incluem tudo o que é necessário para transformar uma casa vazia num próspero negócio de alojamento local. Desde o início deste ano a GuestReady está também a oferecer serviços business-to-business para promotores e agentes imobiliários, permitindo-lhes explorar este mercado em rápido crescimento.

Alexander Limpert, co-fundador e CEO do GuestReady Group, explica que a tecnologia é a chave para o crescimento da empresa: “Desde o início que nos temos concentrado muito na excelência operacional e no desenvolvimento de tecnológia que nos permite automatizar processos complementares. Deste modo podemos administrar o nosso amplo portfólio de propriedades com eficiência, graças a uma sofisticada plataforma tecnológica que construímos internamente nos últimos anos. E sem complexidade adicional podemos crescer o nosso portfólio a vários níveis nos próximos anos”.
Toda a equipa da BnbLord integrará o GuestReady Group e todos os postos de trabalho serão mantidos, com a equipa fundadora da BnbLord a ocupar cargos de topo na gestão do GuestReady Group. “Temos sido concorrentes amigáveis da GuestReady nos últimos dois anos e agora estamos entusiasmados por unirmos forças. Esta indústria está a amadurecer rapidamente e estamos felizes por integrar o líder tecnológico deste mercado. Com a nossa experiência partilhada podemos acelerar ainda mais o nosso crescimento”, afirma Léo Bonnet, co-fundador e CEO da Bnblord.

Ler o resto do artigo >>

terça-feira, 9 de abril de 2019

Novo troço ferroviário entre Freixo e Alandroal adjudicado à Mota-Engil

A Infraestruturas de Portugal anunciou a assinatura de contrato com a Mota-Engil com vista à construção do novo troço ferroviário entre Freixo e Alandroal, que integrará o futuro corredor internacional Sul.

A empreitada implica um investimento de 74,5 milhões de euros que será levado a cabo no contexto do programa Ferrovia 2020, que contempla a construção deste sub-troço com 20,5 quilómetros da nova linha de Évora.

Os trabalhos incluem a edificação de infra-estrutura de via-férrea (acompanhados de terraplenagem e sistema de drenagem), a criação de uma estação técnica e a construção de nove novas pontes e viadutos ferroviários.
Esta secção que integra a linha de Évora é composta pelos troços Évora Norte-Freixo, Freixo-Alandroal e Alandroal- Linha do Leste, numa extensão que, no seu total, tem perto de 100 quilómetros; 80 destes são novas construções.

Ler o resto do artigo >>

quinta-feira, 4 de abril de 2019

MDS cria novo consultor de seguros para o mercado imobiliário e financeiro

A MDS, multinacional portuguesa líder na consultoria de riscos e seguros, criou um novo player na distribuição de seguros para o sector financeiro e imobiliário. A nova empresa MDS Finance vai explorar oportunidades de desenvolvimento de negócio, nomeadamente na distribuição de seguros junto dos clientes de promotores imobiliários e financeiros.

No âmbito da sua atividade, a MDS Finance estabeleceu uma parceria com o grupo que integra as marcas Remax Portugal, Maxfinance Portugal, Melom/Querido Mudei a Casa, Leasecapital e Business Finance, com o objetivo de explorar sinergias e dinamizar a oferta de seguros junto dos seus clientes, disponibilizando produtos e soluções de seguros competitivas e adequadas às necessidades específicas dos seus públicos.

A MDS Finance disponibiliza soluções competitivas de proteção do património e responsabilidades, nomeadamente seguros Vida e Multirriscos Habitação, mas também de outros ramos, com condições diferenciadoras, otimizando coberturas, franquias e preço.

A MDS Finance conta com uma equipa de especialistas encarregue do apoio ao cliente no aconselhamento e aquisição de soluções de proteção, gestão da carteira e resolução de sinistros. A sua rede de promotores beneficia, assim, do know-how e suporte da MDS Finance no desenho das melhores soluções de proteção direcionadas ao perfil dos seus clientes, oferecendo aos seus parceiros novas oportunidades de negócio com a oferta de produtos complementares à sua atividade.

Ricardo Pinto dos Santos, CEO da MDS Portugal, afirma: “A MDS pretende colocar as suas valências e conhecimento ao serviço do mercado, nomeadamente do sector imobiliário e financeiro. A MDS Finance nasce com a missão de inovar e crescer no sector, pelo que estabelecemos uma parceria com o grupo líder para dar resposta às necessidades dos seus clientes, nomeadamente na compra e venda de casa”.

Ler o resto do artigo >>

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO