quinta-feira, 5 de novembro de 2020

Consórcio Sacyr Somague / Sacyr Neopul ganha adjudicação para linha da Beira Alta

A Sacyr Somague e a Sacyr Neopul acabam de conquistar a adjudicação da Empreitada de "Modernização da linha da Beira Alta, troço Santa Comba Dão – Mangualde”, projeto que tem um valor de 57,6 milhões de euros. A empreitada, com um prazo de execução de 760 dias, consiste na renovação integral do canal ferroviário e superstrutura de via numa extensão de 40 km e compreende os seguintes trabalhos principais: terraplanagem, drenagem, via férrea, obras de arte, estações e apeadeiros, serviços afetados, instalações fixas de tração elétrica e infraestruturas para sinalização e telecomunicações.

“As mais de três décadas de existência e mais de 20 anos a operar em distintos mercados permitiram à Sacyr Neopul acumular uma experiência e capacidade únicas no setor ferroviário, incluindo na Alta Velocidade. Esta empresa portuguesa é hoje a especialista do Grupo Sacyr para trabalhos neste setor em todo o mundo”, comenta Eduardo Campos, CEO do Grupo Sacyr Somague.

A Sacyr Neopul tem atualmente em curso obras ferroviárias em 6 mercados distintos: Portugal, Espanha, Reino Unido, Irlanda, Brasil e Uruguai.

Em Portugal, a empreitada agora adjudicada junta-se a outras empreitadas também a cargo da Sacyr Neopul atualmente em curso, como a manutenção de via e catenária na Rede Ferroviária Nacional, numa extensão de 1.000 km (com um valor de 40,3 milhões de euros) e a de Eletrificação da Linha do Minho entre Viana do Castelo e Valença - Fronteira (incluindo Estações Técnicas) numa extensão de 50 km (com um valor de 18,2 milhões de euros).


Detalhes do projeto
· Modernização da superestrutura de via, com a substituição integral da superestrutura de via, com utilização de travessas monobloco polivalentes em betão e carril 60 E1;
· Alteração do layout das estações de Santa Comba Dão, Oliveirinha e Nelas por forma a assegurar o cruzamento de comboios de 750 metros de comprimento e otimização das condições de exploração;
· Remodelação das estações e apeadeiros, incluindo alteamento, alargamento e prolongamento de plataformas, edifícios e acessibilidades;
· Estabilização da plataforma da via onde se verifique necessário;
· Estabilização e reforço pontual de taludes;
· Reabilitação/reformulação e/ou implantação do sistema de drenagem;
· Construção de infraestruturas de suporte à componente de sinalização e telecomunicações;
· Implementação de RCT+TP;
· Adaptação das instalações fixas de tração elétrica, quando necessário;
· Reconstrução/adaptação de edifícios e salas técnicas · Supressão de passagens de nível (Moimenta-Alcafache) e construção de desnivelamento.










Seja o primeiro a comentar

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO