segunda-feira, 5 de março de 2018

A Natureza e os Edifícios - O mundo sem nós

O tema que apresento hoje, já tinha abordado há já algum tempo, num outro âmbito, mas considero sempre importante refletir sobre o mesmo. Um domingo destes estava eu a voltar do meu passeio de bicicleta e parei junto a uma casa próxima da minha e por onde passo várias vezes por dia, mas não paro… e olhei, com olhos de ver, o verifiquei era que a natureza já estava a “dominar” o ambiente construído, ou seja, vegetação espontânea a cobrir a zona da cobertura.

Depois lembrei-me do livro que já li há alguns anos, “O Mundo sem Nós”, de Alan Wersman. O que acontecia a tudo o que foi construído pelos humanos se de repente desaparecêssemos, como a civilização Maia. E parece que não é preciso nós deixarmos de estar cá para a Natureza voltar “ao seu lugar”.
O livro efetua uma descrição muito sistematizada e mesmo exaustiva da progressão da natureza no ambiente urbano, nomeadamente como vão falhando os sistemas por nós criados e como a natureza poderá “engolir” o construído.

Do que me lembro desta casa por onde passei, esteve à venda há alguns anos, tinha mesmo tido alguma limpeza tanto do terreno como da construção (pelo menos visto de fora) e agora é o que se vê.
Apenas estou a referir esta situação em particular, mas ela apresenta uma maior recorrência do que à partida se pode pensar. Quantas casas, edifícios ou instalações estão completamente ao abandono em Portugal?

E depois será que pode ser reabilitado? Em que condições estará a estrutura desta casa?
No meu ponto de vista, além de ser necessário um levantamento da situação física das casas em Portugal, devia existir uma categorização. Dentro da categoria sem condições de habitabilidade, existiriam duas subcategorias: com condições de reabilitação e sem condições de reabilitação. Nestas últimas deixamos que a Natureza se encarregue de as fazer desaparecer? Será assim? Teremos um “Mundo sem Nós” com nós por cá...

Gostaria de aproveitar para agradecer os comentários, com fantásticas dicas para o desafio que tinha colocado a semana passada sobre um problema doméstico que tenho com o meu moinho.

---
Artigo escrito por Susana Lucas do SEIbySusana.










Seja o primeiro a comentar

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO