sábado, 8 de fevereiro de 2014

Acidente de trabalho nas obras do Mundial 2014 vitima operário português

Morreu um operário português que estava a trabalhar nas obras envolventes ao estádio Arena Amazónia. António José Pita Martins, 55 anos, operador de grua, estava a trabalhar no Centro de Convenções (sambódromo), uma construção que se situa próxima do estádio, um dos 12 palcos para o Mundial de futebol do Brasil. O acidente deu-se na desmontagem da grua, tendo uma peça atingido o operário português na cabeça.

António Martins era funcionário da Martifer, empresa portuguesa que está encarregue da montagem dos arcos metálicos da cobertura do estádio, sendo subcontratada da Andrade Gutierrez, empresa responsável pela obra.

Este é a quarta morte na construção do Arena Amazónia, sendo três por acidentes de trabalho, e uma por ataque cardíaco.
O estádio Arena Amazónia é um dos três estádios do Mundial 2014 onde a Martifer participa na construção. Os outros dois são o estádio do Ceará e o estádio Fonte Nova.









1 Comentário:

Anónimo disse...

Por que não comentam do trabalho escravo e semi-escravo nas obras do Catar e já matou mais de 300 trabalhadores??? http://exame.abril.com.br/mundo/noticias/copa-do-mundo-de-2022-no-catar-ja-matou-382-trabalhadores

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO