terça-feira, 15 de maio de 2012

Daniel Bessa será orador convidado do CIJE'12

O CIJE'12 - 1º Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros - realiza-se este fim-de-semana, de 18 a 20 de Maio, no Theatro Circo, em Braga. Esta iniciativa, da Ordem dos Engenheiros e do Colégio de Caminos Canales e Puertos (CICCP), tem como grandes objectivos promover a participação dos jovens em todos os domínios da vida profissional e reforçar o estreitamento de relações entre os jovens engenheiros e a sociedade, desafios que se impõem numa altura em que são evidentes as dificuldades da economia ibérica. Durante os três dias do congresso, serão apresentados projectos de sucesso de jovens engenheiros, com enfoque em áreas como o empreendorismo, a internacionalização e as relações transfronteiriças, a empregabilidade, a inovação e a sustentabilidade.

Daniel Bessa, director-geral da COTEC, é um dos oradores convidados do CIJE'12. Profundo conhecedor da actividade económica, onde a Engenharia assume um papel transversal, aquele responsável vê com alguma apreensão os caminhos que a formação tem tomado no nosso país. “Portugal tem revelado maior capacidade de formação de recursos humanos qualificados do que capacidade em absorvê-los no mercado trabalho, que tem levado a que se assista a uma emigração de mão-de-obra qualificada numa escala nunca vista”, sustenta Daniel Bessa, para quem a única solução para o aproveitamento desta riqueza passa pela “dinamização da actividade económica, esperando que um dia, não sei quando, ela venha a ocorrer”.

No entanto, a inovação assume contornos cada vez mais decisivos para se competir num mundo globalizado e aí a Engenharia, diz o ex-ministro, “é uma componente essencial, tanto na indústria, como nos serviços”, frisando que foi por esta área que passou “uma boa parte do processo de modernização da nossa economia nos últimos anos e assim terá que acontecer no futuro próximo”.

Assim sendo, o caminho a seguir no sentido de promover a empregabilidade dos jovens engenheiros é, segundo Daniel Bessa, “dotá-los da melhor qualificação possível, alinhando-a com as novas tendências do mercado de trabalho”, ou seja, “bem preparados, estes engenheiros acabarão por encontrar emprego, se não dentro do País, em qualquer outro lugar do mundo”. Para o director-geral da COTEC, esta é “uma verdade insofismável, por mais que o politicamente correcto se empenhe em menorizá-la”.

A verdade, continua Daniel Bessa, é que Portugal é hoje “um país demasiado caro para se impor nos mercados globais apenas com base em argumentos de preço”, sendo fundamental “inovar e diferenciar a nossa produção, fazendo-a subir nas cadeias de valor globais”.
Daí que eventos como o I Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros assumam um papel de capital importância em manter este debate no radar público. “Eventos como o CIJE'12 são sempre impactantes”, adianta Daniel Bessa, para quem uma realização deste género “pode revestir-se de consequências práticas relevantes”, registando ainda com “satisfação” o carácter internacional do congresso “numa tentativa de alinhamento de orientações com os jovens engenheiros da vizinha Espanha”.

O CIJE'12 contará ainda com as participações de Miguel Gonçalves, responsável pela SparkAgency, António Murta, managing director e co-fundador da Pathena, e de Rui Paiva, da WE DO. Também com presença assegurada está António Saraiva, presidente da CIP, que irá moderar o painel em que serão apresentadas as comunicações temáticas de jovens engenheiros, previamente seleccionadas, seguidas de debate. O Programa do CIJE'12 integrará ainda actividades de vertente lúdica, como visitas turísticas à cidade de Braga e animação nocturna.

Nova forma de pensar a sociedade
Fernando de Almeida Santos, presidente do Conselho Directivo da Região Norte da Ordem dos Engenheiros, considera que esta iniciativa representa a preocupação da instituição em exteriorizar aquilo que tem sido desenvolvido pelos jovens engenheiros e promover a elevada qualidade da Engenharia portuguesa. “O CIJE’12 é uma oportunidade para marcar uma nova era da Engenharia e uma nova forma de pensar da sociedade sobre a importância dos engenheiros no seu dia-a-dia”, adianta.

Bento Aires, presidente da Comissão Executiva do CIJE´12, lembra que o congresso será uma oportunidade única para que os jovens engenheiros de Portugal e Espanha promovam a sua excelência. “Vivemos num mundo global de oportunidades, que passa muito além da fronteira ibérica. Os jovens engenheiros têm provado que são capazes de responder afirmativamente, e com qualidade, aos desafios que lhe são colocados, onde quer que seja”.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO