segunda-feira, 30 de abril de 2012

"A juventude é o maior activo de qualquer país"

António Saraiva, presidente da Confederação Empresarial de Portugal, é um dos oradores que marcará presença no CIJE’12 - 1º Congresso Ibérico de Jovens Engenheiros, que decorre em Braga, no Theatro Circo, entre 18 e 20 de Maio. Convidado a moderar o painel “Casos de Sucesso”, que serão apresentados neste evento organizado pela Ordem dos Engenheiros (OE) e pelo Colegio de Caminos Canales y Puertos (CICCP), António Saraiva sublinha a importância deste congresso que junta jovens engenheiros nacionais e espanhóis. “A juventude é o maior activo de qualquer país e o dinamismo dos jovens engenheiros é essencial à vontade nacional para ultrapassar as dificuldades por que actualmente o país passa” destaca.

Segundo Bento Aires, presidente da Comissão executiva do CIJE’12, “este congresso dos jovens engenheiros surge numa altura em que se torna determinante a promoção da participação dos mais jovens nas mudanças que estão em curso na sociedade, mais ainda quando os países ibéricos vivem uma conjuntura económica recessiva, que obriga à procura de soluções abrangentes e válidas que contribuam para o necessário desenvolvimento e crescimento da economia”.

António Saraiva reforça esta opinião, frisando acreditar que a “Engenharia, leia-se, o conjunto dos engenheiros que exercem essa profissão – é peça fundamental para a ultrapassagem da crise actual se mantiver elevados padrões éticos, se continuar a manter o nível qualitativo que lhe é hoje reconhecido, no geral, e se assumir com decisão o esforço de inovação essencial à manutenção de uma presença crescente do País nos mercados externos”.

A internacionalização e as relações transfronteiriças são, de resto, um dos temas centrais daquele congresso, que encontra também na inovação e na sustentabilidade a pedra de toque para encarar os desafios do futuro. O presidente da CIP aponta inúmeros exemplos de sucesso e de demonstração da capacidade nacional no âmbito da inovação, como “o calçado, a indústria de moldes e os clusters mais recentes ligados às energias renováveis”, e defende que “o actual esforço exportador deverá também orientar-se – e ser estimulado – para a exportação desta valiosa produção nacional”.

A empregabilidade e o empreendedorismo serão também abordados no Theatro Circo, onde a organização prevê juntar cerca de três centenas de jovens engenheiros nacionais e espanhóis. Com os níveis de desemprego a crescer a um ritmo assustador quer em Portugal quer em Espanha, o CIJE’12 propõe-se debater este problema social, para o qual António Saraiva aponta um caminho: “só a retoma da economia, com reforço da vertente industrial constitui um caminho sólido para a empregabilidade dos jovens engenheiros”.

Assim, durante os três dias do congresso, serão apresentados casos de sucesso de jovens engenheiros em sectores estratégicos para a economia, ecomo o empreendedorismo, a internacionalização e as relações transfronteiriças, a empregabilidade, a inovação e a sustentabilidade. Para se perceber como vingam estas ideias e de que forma é possível aos jovens engenheiros enveredarem por novos caminhos e desafios aliciantes, o congresso vai contar com oradores de créditos firmados, como Miguel Gonçalves, responsável da SparkAgency, António Murta, managing director e co-fundador da Pathena, Rui Paiva, CEO da Wedo, e Ángeles Martín, chefe do departamento de empregabilidade CICCP. O Professor Daniel Bessa, Director Geral da Cotec – Associação Empresarial para a Inovação, será o orador convidado para abrir este primeiro evento ibérico, destinado a jovens engenheiros.

As inscrições para o congresso estão abertas e podem ser efectuadas no site oficial do evento.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO