quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Obra de consolidação da escarpa da Serra do Pilar confirmada para a Construtora da Huíla - Irmãos Neves

O Tribunal Central Administrativo Norte negou provimento ao recurso da Soares da Costa, mantendo como válida a decisão da Câmara de Gaia, que lhe tinha retirado a obra de consolidação da escarpa da Serra do Pilar e entregue à Construtora da Huíla - Irmãos Neves, a empresa classificada em segundo lugar no concurso.

Em declarações ao Negócios, o presidente do Município de Gaia afirmou que "o contrato já foi assinado, o financiamento está garantido e já seguiu para o visto do Tribunal de Contas (...) a Soares da Costa já não pode recorrer mais, esgotou todos os recursos, tendo perdido todos (...) a decisão veio num momento decisivo, ao fim de dois anos, porque estávamos no limite de perder o financiamento".

A empreitada tinha sido adjudicada à Soares da Costa no final de 2016, tendo esta falhado na entrega dos documentos de habilitação e da caução legalmente exigida dentro dos prazos previstos. Nesse sentido o Município de Gaia decidiu pela caducidade da adjudicação e entregou a empreitada ao segundo classificado no concurso, a Construtora da Huíla - Irmãos Neves, de Marco de Canaveses, sendo a proposta desta empresa de 2,91 milhões de euros, mais 250 mil euros do que a da Soares da Costa.
A empreitada de consolidação da escarpa da Serra do Pilar em Gaia tem um prazo previsto de 240 dias.










Seja o primeiro a comentar

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO