segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Fundos de investimento e a engenharia civil

Gostava de efetuar uma reflexão alargada (gostava de ter conhecimento das vossas experiências), relativamente aos fundos de investimentos e a Engenharia Civil. Nesta nova moda de investimento em Portugal prolifera o aparecimento de fundos de investimentos. E julgo que deve existir cada vez mais necessidade nesta área de Engenheiros Civis… Porquê?

Quando existe disponibilidade financeira para efetuar investimentos para a seleção do objeto de aquisição, terá que existir uma avaliação técnica e logo devem entrar os Engenheiros Civis. A avaliação técnica passa tanto pela verificação das condições do imóvel como no seu possível potencial.

Depois da aquisição do imóvel, existirá a necessidade de intervenção, maior ou mais pequena… e lá existirá a necessidade do existir um Engenheiro Civil como representante do fundo de investimentos para verificar e acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos.

Após a intervenção se não for para venda, mas para rentabilização ou uso, a manutenção da componente estrutural do edifício tem que ser considerada e o Engenheiro Civil pode contribuir.
Por isto, e com toda a certeza podem existir outros aspetos a considerar, o mercado dos fundos de investimentos têm necessidade de ter como colaborador ou parceiro um Engenheiro Civil (ou mais).

A abrangência da Engenharia Civil é cada vez mais alargada, sendo um desafio para todos os profissionais. Temos que atualizar, verificar o que o mercado precisa e onde podemos dar o nosso contributo.

---
Artigo escrito por Susana Lucas do SEIbySusana.










Seja o primeiro a comentar

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO