segunda-feira, 18 de abril de 2016

Predibisa traça novo mapa do Comércio Central da Baixa do Porto

A Predibisa, consultora imobiliária especializada no norte do país, desenvolveu um estudo, em parceria com a Capital Urbano, gestora de ativos imobiliários do Porto, que traça um mapa do comércio central da Baixa do Porto, no qual são delineadas as principais áreas comerciais da Baixa da Invicta, estruturadas em quatro zonas: uma prime, outra consolidada e duas emergentes. O estudo também evidencia a definição do limite exterior da Área Principal de Comércio do Centro do Porto, correspondente à zona mais percorrida pelos utilizadores e alavancada pelo turismo da Baixa.

Numa altura em que o comércio está cada vez mais efervescente e dinâmico na cidade, as duas empresas portuenses mantêm a aposta na promoção e atração de novos espaços comerciais para a cidade. Assim, o mapa do comércio central da Baixa do Porto aponta como a zona prime toda a área situada entre os Clérigos e os Aliados, que agrega um conjunto de insígnias de moda, bares e restaurantes, compondo a nova oferta da Baixa. Também as marcas internacionais de moda, direcionadas para um segmento alto, têm vindo a mostrar interesse nesta zona, visível através de uma procura mais intensa por parte daquelas que se pretendem instalar no coração da Invicta.

Apontada como a zona consolidada, Santa Catarina é, desde há muitos anos, um mercado de retalho firmado, com uma área composta por lojas que mantém um dinamismo crescente, devendo-se ao facto de ser a primeira grande rua de comércio pedonal da Baixa, particularmente ativa entre os quarteirões das ruas de Passos Manuel e de Fernandes Tomás.
No que diz respeito às novas zonas emergentes, o mapa perfila todo o eixo Mouzinho – Flores, atualmente a mais importante das zonas comerciais emergentes, que regista um atividade crescente, resultado de um maior número de projetos de reabilitação. Fazendo a ligação entre o renovado Largo dos Lóios e o Largo de S. Domingos, que tem atraído uma oferta comercial alternativa assinalável, com a instalação de novos restaurantes e conceitos ligados ao setor da moda, esta nova zona emergente goza do fluxo pedonal entre a Baixa e a Ribeira.

A partir de São Bento e dos Aliados, a Rua de Sá da Bandeira alinha-se como a segunda área comercial emergente, contribuindo para tal a renovação do Mercado do Bolhão, fator de atração para diversas marcas de restauração e de comércio, concretamente alimentar.

Para João Nuno Magalhães, diretor-geral da Predibisa, “a procura sustentada de espaços comerciais nestas zonas agora identificadas tem evoluído de forma crescente nos últimos trimestres. O crescimento do turismo e os projetos de reabilitação, atualmente em desenvolvimento, nomeadamente na zona Aliados/Sá da Bandeira, devido à sua dimensão, vão certamente continuar a dinamizar o mercado, criando um mix comercial atrativo e diversificado, que atrairá clientes e novos operadores, nomeadamente marcas internacionais que procuram instalar-se no Porto e até ao momento ainda não o fizeram”.

Francisco Rocha Antunes, Chief Developer da Capital Urbano, acrescenta que “ O Passeio dos Clérigos veio alargar a oferta integrada de comércio de moda, já iniciada pela Marques Soares e colocar a zona dos Clérigos como a nova oferta comercial da Baixa do Porto”.







Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO