quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Construtoras portuguesas despedem por causa das dívidas do estado

Cerca de 48% das empresas de construção portuguesas despede trabalhadores devido aos atrasos nos pagamentos por parte do estado e de forma a contornar as inerentes dificuldades financeiras. O sector público demora, em média, 149 dias (quase 5 meses) a pagar. Estes dados são apresentado num estudo divulgado pela "Intrum Justitia".

Depois das empresas de construção, os sectores mais afectados em Portugal pela demora nos pagamentos por parte do estado são os sectores dos media (144 dias), financeiro (137 dias) e "utilities" - electricidade e gás - (93 dias).

No que diz respeito à Europa, a demora média nos pagamentos por parte do estado é de 58 dias.
Relembre-se que em Portugal existem diversas Câmaras Municipais que pagam com muito atraso. Felizmente existem também Câmaras Municipais que são um bom exemplo.







Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO