segunda-feira, 11 de março de 2013

Tnl instala primeiro contentor enterrado no Perú

A Tnl, empresa portuguesa especializada no desenvolvimento de soluções para recolha e contentorização de resíduos sólidos urbanos, instalou em Lima, no Perú, o primeiro contentor compactador enterrado do país, com capacidade para 17 metros cúbicos de resíduos. Denominado Bigtainer OT, está situado no mercado municipal, mesmo no centro da capital peruana, e vai permitir acumular e retirar de forma fácil as cerca de sete toneladas de resíduos que diariamente são produzidos em redor da zona comercial onde está implantado.

Com capacidade para armazenar até 10 toneladas de resíduos, o Bigtainer, quando chega a 90% da sua capacidade emite um sinal à central. Acto contínuo, o contentor eleva-se, sendo retirado por uma camião que o substitui por outro vazio. O facto de estar enterrado permite ainda que os odores sejam substancialmente reduzidos, contribuindo ainda para a melhoria da paisagem urbana envolvente. Foram ainda instaladas na zona histórica de Lima doze unidades do Ecotainer B1, uma plataforma para contentores normais com quatro rodas, destinados a substituir os contentores de superfície.

Este é mais um passo da operação da Tnl na América Latina, mercado estratégico para a empresa e que é operado a partir da filial em S. Paulo, Brasil. O volume de negócio desta primeira operação no Perú atinge os 400 mil euros, estando ainda em perspectiva a instalação de equipamentos para tratamento de resíduos em outros municípios do país.
Vantagens da solução Tnl
Para além da segurança de utilização e da elevada protecção ambiental, a solução apresentada pela Tnl diminui o impacto visual normal aos tradicionais contentores de rua e os lixiviados (líquidos de odor intenso e corrosivos) ficam no interior do contentor, que não pode ser acedido a partir do exterior. Mesmo que passem alguns dias sem recolha, esta solução não emite cheiros, uma vez que o lixo fica enterrado num espaço onde as temperaturas são mais estáveis.

Em comparação com as soluções convencionais, a proposta da Tnl leva a uma clara diminuição do impacto visual dos contentores, factor de capital importância numa área economicamente relevante, dada a sua componente turística. Permite ainda que os equipamentos, designadamente o Bigtainer, sirvam de estações de transferência para os varredores, aumentando a sua autonomia, reduz de forma substancial a necessidade de equipamentos de reserva e diminui o tempo necessário à limpeza. É também uma mais-valia em termos de custos de operação, uma vez que o aumento da capacidade tem reflexos nos ciclos de recolha, que ficam mais espaçados.

Com esta operação no Perú, a empresa portuguesa reforça, assim, o seu processo de internacionalização, num mercado com elevados níveis de crescimento económico. A América Latina apresenta condições únicas para o desenvolvimento de negócios, designadamente na aposta em infra-estruturas até agora praticamente inexistentes, como é claramente a área da recolha e tratamento de resíduos.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO