segunda-feira, 5 de agosto de 2019

Modernização da Linha da Beira Alta vai arrancar no troço Guarda-Cerdeira do Côa

A modernização da Linha da Beira Alta vai arrancar no troço Guarda-Cerdeira do Côa, empreitada que foi consignada à Teixeira Duarte por cerca de 8,7 milhões de euros. A obra tem um prazo de 10 meses e consistirá na renovação integral da ferrovia numa extensão de 14 quilómetros.

O auto de consignação foi assinado na estação da Guarda, onde também foi lançado o concurso público para a modernização do troço Pampilhosa-Santa Comba Dão, que inclui a construção da ligação ferroviária entre a Linha do Norte e a Linha da Beira Alta, denominada de Concordância da Mealhada. Esta intervenção vai motivar o encerramento total da via durante 9 meses e terá um custo de cerca de 66 milhões de euros.
Pedro Nuno Santos,  ministro das Infraestruturas e da Habitação, que o investimento na ferrovia é "uma das maiores apostas" do Governo porque é "também para as pessoas, para o turismo e não apenas para as mercadorias".










Seja o primeiro a comentar

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO