quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Construção do Corredor de Nacala

Localizado no Malawi, o maior e mais complexo troço ferroviário do corredor de Nacala representa a maior obra ferroviária no continente africano nos últimos 50 anos e a maior obra de sempre da Mota-Engil em quase 70 anos de história. O Corredor de Nacala destina-se a permitir o transporte ferroviário entre a mina de carvão em Moatize, província moçambicana de Tete, até ao Porto de Nacala, na costa marítima de Moçambique. Dos 900 km de distância entre Moatize e Nacala, cerca de 250 km localizam-se no Malawi, correspondendo às Secções 3 e 5 construídas pela Mota-Engil Engenharia. Esta obra histórica representou um investimento de 706 milhões de dólares (aproximadamente 568 milhões de euros). Recorde-se que foi devido a esta obra que a Mota-Engil ganhou um dos maiores prémios de engenharia do mundo.

Segundo informações veiculadas pela empresa, em pico de obra a Mota-Engil assegurou níveis de produção elevadíssimos, colocando uma pressão muito significativa sobre a logística de suporte à operação que tinha que garantir, entre outros bens, o abastecimento semanal da obra com 1 milhão de litros de gasóleo, mais de 1.000 toneladas de cimento, 7 toneladas de carne – para suportar a elaboração de quase 8.000 refeições diárias -, a produção semanal de 4.000 m3 de betão, 200.000 m3 de movimento de terras, 25.000 toneladas de agregados, ou ainda o assentamento de mais de 1.000 metros de caminho-de-ferro por dia.
Trabalharam em pico cerca de 5.000 pessoas, mais de 500 máquinas pesadas e quase 300 veículos ligeiros. No total da empreitada foram ultrapassados os 22.000.000 de horas/homem trabalhadas.

Foram construídas 22 pontes (com uma extensão de 2,4 Km), 227 Km de linha ferroviária, 21 Km de caixas de betão de menor dimensão e 7,5 Km de maior dimensão (Box Culvert), estimando-se cerca de 14 milhões de m3 de terraplenagem, 170.000 m3 de betão, 17.000 toneladas de cimento, 380.000 travessas ferroviárias e 400.000 m3 de balastro, entre outros indicadores impressionantes e reveladores da dimensão do projeto.
A equipa que realizou esta obra histórica foi liderada por Gilberto Rodrigues, CEO da Mota-Engil África e o Contract Manager do Projeto foi João Neto.

Detalhes da obra
A secção 3, que contemplou a construção de uma nova linha ferroviária de cerca de 140 km de Mwanza (fronteira com Moçambique) a Nkaya, atravessa um terreno de orografia muito exigente e difícil, decorrendo em perfil misto e com escavações e aterros de grande dimensão. Das 22 pontes da obra, metade estão concentradas em 30 km da extensão e dos cerca de 7 milhões de movimentos de terras, 1 milhão está concentrado em apenas 5 km onde foi necessário ainda aplicar quase 100% dos 200 quilómetros de pregagens previstos no projeto para instalar nos taludes de escavação.

A secção 5 consistiu na reabilitação de uma linha de via única existente com 100 km de extensão entre Nkaya e Nayuci. Os trabalhos de superestrutura de via incluíram o fornecimento de balastro e travessas, tendo sido construídas seis linhas de estações de cruzamento que acrescem à linha principal totalizando 111 km de linha férrea. A reabilitação foi realizada com interdições de via diárias de 12 horas permitindo a operacionalidade da linha pelo dono de obra. Os trabalhos consistiram especificamente no levantamento de via em secções de 9, 12 e 18m, regularização e compactação da plataforma, montagem de via, balastragem e ataque. Executaram-se soldaduras aluminotérmicas e elétricas, procedeu-se à regularização de barras e todo o traçado foi rectificado. Utilizou-se equipamento pesado de via, tal como, atacadeiras, regularizadoras de balastro, vagões balastreiros, estabilizadora dinâmica, soldadoras elétricas e equipamento para auscultação do carril e soldaduras, por ultra-sons.

Para finalizar veja o vídeo publicado pela Mota-Engil sobre esta obra.

Fonte: Mota-Engil










1 Comentário:

Cesar Monjane disse...

Trabalho espectacular, é de invejar profissionalmente os intervenientes nesta mega construção! Obrigado

Publicar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO