sexta-feira, 28 de julho de 2017

Ampliação do Hospital Sant'Ana realizada pela Gabriel Couto

A Santa Casa de Misericórdia de Lisboa (SCML), acabou de inaugurar a empreitada referente à Ampliação e construção do novo Edifício do Hospital Sant’Ana, localizado na freguesia da Parede, Cascais, um projeto levado a efeito pela construtora Gabriel Couto.

De resto a presença na inauguração de importantes personalidades públicas como o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o Provedor da Santa Casa da Misericórdia, Pedro Santana Lopes e o presidente da Câmara de Cascais, Carlos Carreiras são elucidativos da importância desta intervenção, que visou dotar o edifício de modernas infraestruturas e transformá-lo num hospital polivalente.
Com uma área total de construção de 6.719,48 m2, o Hospital de Sant’Ana, nova Unidade Hospital da Santra Casa da Misericórdia de Lisboa, tem um bloco operatório com quatro salas de operação, 60 camas de internamento, seis camas na unidade de cuidados intensivos e uma unidade de recobro com 32 postos, prestando assim serviço em urgência ambulatório e nas especialidades de Neurocirurgia, Oftalmologia, Otorrinolaringologia e Ortopedia.
Com um custo global a rondar ou nove milhões de euros, esta empreitada de ampliação e construção da nova unidade hospitalar do Hospital de Sant’Ana, tem um enorme significado para os utentes do concelho de Cascais.
Esta intervenção aproveitou a estrutura já existente no edifício centenário e classificado pelo IGESPAR, anteriormente destinada ao Centro Ortopédico de Desenvolvimento Infantil, para dotá-lo com características capazes de responder às atuais exigências de uma prática clinica de excelência e, ao mesmo tempo, criar todas as condições para transformar o novo espaço num hospital polivalente. Tratando-se de um projeto do tipo conceção-construção, foi determinante a análise cuidada de todas as inter-relações dos fatores inerentes à cadeia dos processos nas várias fases da empreitada.
 
 
Este foi, na opinião de Carlos Couto, CEO do grupo Gabriel Couto, um desafio aliciante e ambiciosos alcançado num prazo extremamente exigente, tendo em conta que a obra foi concluída no espaço de tempo estabelecido (14 meses), consolidando o conhecimento e a experiência da construtora na área de construção de grandes polos e empreendimentos na área da saúde.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO