quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Os desafios da energia eólica - Amazon Wind Farm Texas

A preocupação com o aquecimento global tem feito com que algumas grandes empresas desenvolvam projetos sustentáveis relacionados à energia renovável, como é o caso da empresa Amazon.com, que investiu 400 milhões de dólares na construção da Wind Farm no Texas.

A Amazon Wind Farm Texas é uma extensa instalação de 20 mil hectares composta por 104 turbinas eólicas giratórias tão altas quanto um prédio de 50 andares, que possuem capacidade para produzir 253 MW de energia por ano suficiente para abastecer os seus centros de dados e operações em todo o mundo.

A Wind Farm está prevista para começar suas operações ainda neste ano, 2017, porém o funcionamento está emperrando na aprovação dos legisladores americanos, que alegam a necessidade de serem feitas grandes mudanças no projeto do parque eólico. Legisladores alegam que a operação do parque eólico irá interferir no radar militar que controla a navegação das aeronaves a centenas de quilómetros do Oceano Atlântico e Caribe.

Segundo a porta-voz da Marinha Americana, a tenente Chika Onyekanne, eles estão estudando extensivamente o potencial de interferência do projeto eólico com o Radar Relocatable Over The Horizon – ROHTR, a fim de garantir a compatibilidade da missão e da operação. O Presidente Donald Trump já expressou a oposição ao projeto, e diz que não apoia nenhum tipo de construção de parque eólico ou solar por acreditar que projetos desta natureza é uma ameaça letal à vida selvagem.
Na concepção do presidente americano “O vento mata os pássaros, e os ambientalistas nunca falam sobre isso", e já prometeu que irá trazer de volta dezenas de milhares de trabalhos nas mineradoras de carvão que foram perdidos, pois acredita que dessa maneira todos os americanos esquecerão estes projetos de energia limpa e voltarão a produzir eletricidade da maneira convencional.

Enquanto muitos países se preocupam e desenvolvem projetos de energia limpa, a fim de não aumentar a quantidade de dióxido de carbono – CO2 na atmosfera, o presidente americano parece não estar muito de acordo com os estudos sobre o efeito estufa e o aquecimento global.

---
Artigo escrito por Marisa Fonseca Diniz.







1 Comentário:

António Sebastião Jesus disse...

A ser verdade , que o srº Donald Trump quer inverter os projectos de energia limpa e regressar a produção de electricidade a partir do carvão, é recuar um século na civilização.

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO