quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Garcia, Garcia constrói a primeira fábrica da multinacional francesa Eurocast – Groupe GMD em Portugal

A Garcia, Garcia está a concluir a construção da primeira fábrica da multinacional francesa Eurocast – Groupe GMD em Portugal. Trata-se de mais um projeto chave-na-mão da empresa de Moreira de Cónegos, Guimarães, que, assim, contribui para a fixação de Investimento Direto Estrangeiro (IDE) no país ao estar envolvida no processo desde a sua génese. A construção da unidade de produção e comercialização de fundição injetada de alumínio para componentes automóveis em Arcos de Valdevez está na sua fase final. Um investimento superior a 20 milhões de euros (M€) que, numa primeira fase, criará mais de 100 postos de trabalho diretos.

À semelhança de outros investimentos estrangeiros que a Garcia, Garcia ajudou a fixar em Portugal, onde se destacam os das multinacionais BorgWarner (Viana do Castelo) e Leica (Famalicão), a construtora participou na procura da localização e em todos os processos burocráticos com vista à implementação da unidade industrial no Alto Minho. Foi ainda responsável pelos projetos de arquitetura e engenharias e está a desenvolver a sua execução.
Com forte implementação em França e presença em mais oito países – Portugal, Espanha, Alemanha, Roménia, Eslováquia, Rússia, Marrocos e China – o Grupo GMD é líder no mercado europeu no processamento de metal plano de corte e estampagem, na produção de peças de injeção de plástico e termoformagem, na fundição de alumínio e na fabricação de vedações estáticas e dinâmicas, com um volume de negócios de 650 M€ e uma força de trabalho de 3.700 pessoas distribuída por 29 localizações.
A produção da unidade industrial, que ocupará uma área de 28.650 m2 no Parque Empresarial de Mogueiras, será destinada ao mercado automóvel nacional e internacional. A criação de postos de trabalho e a dinamização da economia local conduziram a autarquia a classificar o projeto como de interesse municipal.
O edifício será constituído por três áreas funcionais distintas: social e administrativa, produção e técnica. Desenvolvida para otimizar os fluxos de matérias e produtos com vista a reduzir o lead time e as necessidades de movimentação interior de matérias, produtos, máquinas e pessoas, a nova unidade tem uma área industrial constituída por quatro naves interligadas, destinando-se duas delas à produção/fundição (equipadas com pontes rolantes) e as duas restantes a montagem e acabamento. Nesta zona da fábrica, que ocupará 4.800 m2, serão ainda criadas áreas adjacentes para armazenagem de matéria-prima e de produto acabado, bem como para expedição.
De modo a minimizar o impacto ambiental da construção, que obrigou à alteração do Plano Diretor Municipal para o alargamento do parque empresarial em seis hectares, a unidade industrial da Eurocast será equipada com um avançado sistema de gestão de resíduos, com estações de tratamento de efluentes próprias.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO