terça-feira, 16 de junho de 2015

Segunda fase da Fábrica de Papel Fortissue construída pela DST

O grupo dst é responsável pela construção da segunda fase da fábrica de papel Fortissue, um investimento de cinco milhões de euros, que reforça o posicionamento da empresa de Braga como um dos players de referência no setor da construção em Portugal. Com a participação das subsidiárias dst, tgeotecnia e dte, a empreitada está a decorrer na Zona Industrial de Alvarães, em Viana do Castelo, e compreende a construção da fábrica e dos escritórios em betão pré-fabricado.

Esta obra apresentou algumas complexidades técnicas, fruto da fragilidade do terreno em causa, o que constitui mais um desafio para a capacidade de execução e aplicação de tecnologias inovadoras desde o arranque do processo. Para que as bases do projeto se revelassem sólidas, a tgeotecnia realizou estacas com 21 metros de profundidade em todo o terreno com diâmetros que variaram entre os 800mm e os 400mm. Já a dte, que participou na remodelação dos escritórios da Suavecel e na primeira fase da Fortissue, é responsável pelo projeto e execução das instalações elétricas desta segunda fase. A empreitada contempla a instalação de um posto de transformação e o fornecimento e a montagem dos quadros elétricos e da iluminação, tanto na nave fabril como nos escritórios.
Para José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, esta obra assume uma grande importância no universo da empresa. “É a primeira fábrica de papel que fazemos e tendo em conta a grande competitividade que existe em Portugal neste setor, o portefólio de obras da dst sai extremamente valorizado”, frisando ainda que “é também mais um desafio que vamos superar no que concerne à nossa capacidade de inovação e de busca de soluções tecnologicamente avançadas e que vão ao encontro dos anseios dos nossos clientes”.

Clique na imagem a seguir para ver uma fotografia panorâmica da obra.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO