sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Museu Internacional de Escultura Contemporânea vai ser construído pela DST

O grupo dst tem a seu cargo a requalificação do Museu Municipal Abade Pedrosa, em Santo Tirso, uma obra da Câmara Municipal com a assinatura do arquiteto Siza Vieira e que compreende, nesta primeira fase, a construção de um novo edifício para albergar a sede do Museu Internacional de Escultura Contemporânea. Orçada em dois milhões de euros, esta intervenção tem como objetivo construir um novo edifício para o museu e permitir o acesso entre o museu existente e o novo módulo, através de uma entrada comum a realizar na estrutura a edificar. A partir desta abordagem arquitetónica, será possível concentrar, num só espaço, o átrio e o acesso aos dois espaços museológicos, que, não obstante terem programas distintos, partilham áreas em comum.

Esta intervenção, onde participam as empresas cari, bysteel e dte, todas do grupo dst, compreende a execução das empreitadas de contenção periférica e estrutura metálica, eletricidade, aquecimento, ventilação, ar condicionado e carpintarias, assim como a gestão de toda a obra. Está ainda prevista a execução de mobiliário exclusivo para o espaço, da autoria do arquiteto Siza Vieira. Esta é uma obra que virá comprovar, uma vez mais, a experiência das empresas do grupo dst e, em particular, da cari, em projetos relacionados com a reabilitação e a arquitetura.

Centro escolar em Fafe
Em Montelongo, no concelho de Fafe, o grupo dst tem sob a sua responsabilidade a construção de um novo centro escolar, uma obra orçada em mais de 2,4 milhões de euros. A empreitada compreende a construção de instalações escolares programadas para lecionar a Educação Pré-Escolar e o 1º Ciclo do Ensino Básico, com capacidade para acolher quatro salas de atividades para o pré-escolar e dezasseis salas de aula para o básico. Para além destas instalações, o projeto prevê ainda a implementação de um novo campo de jogos, em substituição do existente, numa área de terreno situada a norte do centro educativo.
Para além da execução de raiz de todos os equipamentos previstos, como a demolição de edifícios existentes e a construção de um novo campo de jogos coberto, a intervenção a cargo do grupo dst tem como principal inovação a construção de um aterro com recurso a material pré-fabricado de suporte de terras. A conclusão dos trabalhos está prevista para o primeiro semestre de 2015.

Para José Teixeira, presidente do grupo dst, estas duas empreitadas “reforçam o posicionamento do nosso grupo na área da construção em Portugal, fruto de um know-how único em setores como o ensino e a reabilitação”. O mesmo frisa ainda que “é motivo de orgulho redobrado para o grupo dst estar associado a uma obra que, por um lado, tem a assinatura de um dos mais prestigiados arquitetos mundiais, Álvaro Siza Vieira, e, por outro, permite contribuir para a edificação de mais um espaço privilegiado para experienciar as literacias da beleza, o que vem ao encontro da identidade da nossa empresa, resumida no slogan building culture”.







2 Comentários:

Ricardo disse...

Museu Internacional de Escultura Contemporânea
O Museu Internacional de Escultura Contemporânea do Siza Vieira? Muito bom! Quem são os engenheiros projetistas civis, eletrotécnicos e etc por trás da obra? Também era bom saber...

Muçum disse...

o é textos é como o de qualquer outro site, mais como é um site de engenharia seria bom que tivesse os cálculos feitos pelos engenheiros.

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO