domingo, 13 de abril de 2014

40% dos profissionais do imobiliário receberam mais visitas em março

O mercado imobiliário continuou neste último mês de março a demonstrar sinais positivos, apesar de se ter registado, em sede de IMI – Imovirtual Market Index, um nível ligeiramente inferior ao observado no mês de fevereiro – no qual se observou o valor mais elevado desde julho de 2012 (início da série). De acordo com este barómetro mensal, apesar de 46% dos profissionais terem mencionado que o número visitas de potenciais interessados se manteve estável, 40% reportaram mesmo uma melhoria deste indicador – pelo que se pode constatar que o mercado aparenta estar a emitir gradualmente alguns sinais de recuperação, sem que os mesmos, todavia, assegurem algum tipo de sustentabilidade a longo prazo.

Este estudo, que recolhe dados de profissionais de mediação imobiliária, angariadores imobiliários, empresas de gestão e administração de imóveis e promotores e investidores imobiliários, revela que este comportamento timidamente otimista do mercado assentou essencialmente na manutenção da apreciação feita relativamente à maioria das variáveis em análise. Mais de 50% dos inquiridos materializaram a estabilidade do mercado em termos de entrada de produto novo em carteira, de negócios concretizados e da dinâmica da atividade.

No que diz respeito os imóveis residenciais, o tempo de médio de venda manteve-se igual a cerca de 14 meses, ao passo que no arredamento, os fogos registaram um tempo médio de absorção ligeiramente superior, em comparação a fevereiro passado, situando-se nos 5 meses.

No âmbito do inquérito, os profissionais do setor identificaram os principais condicionalismos que o mercado imobiliário enfrentou em março, destacando variáveis de cariz económico: a instabilidade no mercado de trabalho (com cerca de 60% de respostas), a restritividade bancária (mencionado por 54% dos inquiridos) e a diminuição do poder de compra (com cerca de 54% de respostas).

Quanto às expetativas, cerca de 60% dos agentes do mercado antecipam para o próximo trimestre a manutenção dos valores praticados (asking prices), sendo que cerca de 23% mencionam até um aumento potencial dos mesmos.
Em relação ao desenvolvimento da atividade, aproximadamente 60% dos profissionais inquiridos encontram-se tendencialmente otimistas, prevendo um aumento da mesma. Isto acontece, entre outros fatores, pela aproximação dos meses de verão, que se fazem acompanhar de um crescimento da procura (com a entrada de turistas, emigrantes e investidores estrangeiros); devido ao interesse despoletado pelos designados golden visa; e dado o crescente retorno da confiança no setor imobiliário por parte dos investidores.

Elaborado em parceria com a REV Consultants, o IMI-Imovirtual Market Index resulta da análise de mais de cinco mil respostas de profissionais que atuam no mercado imobiliário. O IMI-Imovirtual Market Index é divulgado pelo portal Imovirtual.com que é hoje a referência do setor imobiliário, tendo contabilizando ao longo do primeiro trimestre de 2014 mais de 5,1 milhões de visitas, 130 milhões de páginas visualizadas, 175 mil fãs na sua página do Facebook e gerado cerca de 163 mil contactos de negócio para os seus imóveis.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO