segunda-feira, 1 de julho de 2013

NVE constrói Pavilhão Desportivo em Vieira do Minho

A NVE engenharias S.A. deu início à empreitada de Construção do Pavilhão Polidesportivo da Zona de Ribeira-Cávado, promovida pela Câmara Municipal de Vieira do Minho no esforço de ampliar e melhorar a rede de espaços cobertos destinados à prática desportiva do concelho.

Em comunicado, a NVE revela que "o investimento adjudicado à empresa, por um valor superior a 600 mil euros, surge também numa ótica integrada da associação de um Pavilhão Desportivo ao Centro Escolar da Zona de Ribeira-Cávado. O prazo contratual é de 180 dias, sendo que a NVE está empenhada em concluir a empreitada até ao final do mês de Setembro de 2013, com o objectivo de possibilitar a inauguração do equipamento desportivo no início do ano lectivo de 2013/2014."

Localizado na freguesia de Louredo e implantado num terreno nas imediações da Estrada Nacional 103, há garantias de uma boa acessibilidade, perspectivando-se que o pavilhão em causa possa ser utilizado não só pelos estudantes do Centro Escolar contíguo e pelo cerca de meio milhar de habitantes de Louredo, mas também por toda a população das freguesias limítrofes.

Aliando a optimização de custos e tempo de execução, bem como a própria expressão arquitetónica, na sua construção a NVE irá recorrer ao uso de elementos em betão armado, contendo pilares, vigas, paredes autoportantes e lajes maciças e aligeiradas e também pilares e vigas em perfilado de ferro de secções correntes.
A eficiência energética e o contributo para a sustentabilidade ambiental mereceram especial atenção por parte do dono de obra e dos projetistas, fatores determinantes para a aposta da NVE neste projeto. Destaca-se "o cuidado, quer com a implantação do edifício, organização e disposição dos volumes que o constituem face aos quadrantes solares, quer na escolha de isolamentos térmicos em pavimentos, paredes e coberturas. Adicionalmente, estão previstas paredes com maior massa superficial que consequentemente oferecem uma maior inércia térmica, reduzindo significativamente as necessidades de aquecimento e arrefecimento do edifício."

Finalmente, realce para a instalação de um sistema integrado de aquecimento de águas sanitárias composta por painéis coletores solares, reservatórios de dupla serpentina e caldeira a gás natural, integrando-se neste sistema, o subsistema de ventilação e renovação de ar assegurado por uma unidade de tratamento de ar de última geração, com reaproveitamento energético.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO