segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Andaimes de bambu

A montagem de andaimes de bambu em Hong Kong, na China, Tailândia, entre outros países do sudeste asiático, é frequentemente utilizada uma alternativa aos andaimes tradicionais que todos nós conhecemos. Estes andaimes são montados pelos taap pang, ou vulgarmente chamados em português de aranhas. Para fixar uma vara às outras utiliza-se uma tira de nylon preta que se enrola algumas vezes. As pontas são torcidas uma na outra e entaladas entre as varas, evitando-se a utilização de parafusos, grampos ou nós. Uma vara de sete metros de comprimento pesa cinco quilos. Esta é uma técnica com mais de 1500 anos.

Tendo em conta as preocupações ambientais actuais, esta técnica adquire especial importância pois o bambu é biodegradável. Além dessa vantagem é também um elemento flexível, leve e barato. Um bom taap pang é capaz de ter um rendimento de 100 metros quadrados de andaime por dia. 100 metros quadrados deste tipo de andaimes representa cerca de 70 a 80 varas de bambu. Os custos dos andaimes de bambu são cerca de 30% inferiores aos das estruturas de metal.
Cada taap pang (ou aranha) recebe cerca de 140 dólares por dia, trabalha seis dias por semana, e normalmente não tem férias. Se trabalharem durante um tufão recebem cerca do dobro ou triplo do valor normal. No entanto, e como é óbvio, este é um trabalho que apesar de bem remunerado tende a cativar pouco novos profissionais. Por ano aparecem entre 30 a 50 novos aprendizes. E é comum depois de se entrar na profissão desistir-se e mudar-se para outras tarefas de construção menos perigosas.

Deixamos de seguida algumas imagens da montagem de andaimes de bambu, assim como o pormenor de amarração das varas com tiras de nylon pretas:









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO