terça-feira, 19 de novembro de 2013

Ramos Catarino distinguida com Prémios "Reabilitação" e "Internacionalização"

A Ramos Catarino acaba de ser distinguida com os Prémios “Reabilitação” e “Internacionalização”, atribuídos pelo Jornal Construir, e considerados como os mais importantes galardões deste sector. Acresce que a Ramos Catarino foi também a empresa que concretizou aquele que foi eleito como o Melhor Projecto de Recuperação: o Edifício Maxmara (na Av. da Liberdade, em Lisboa), da autoria do Focus Group.

De registar que é o terceiro ano consecutivo em que a Ramos Catarino conquista o Prémio na categoria Reabilitação e o segundo ano consecutivo em que ganha também na categoria Internacionalização. Os prémios foram divulgados e entregues em cerimónia realizada na quinta-feira, dia 14, ao fim da tarde na FIL (Feira Internacional de Lisboa), no âmbito do Festival de Inovação e Criatividade que ali decorre.

Os prémios foram entregues ao Presidente do Conselho de Administração da Ramos Catarino, Eng. Vítor Catarino (que na edição do ano passado foi eleito “Personalidade do Ano”).

Ao receber agora o Prémio Internacionalização, Vítor Catarino recordou que a Ramos Catarino iniciou o seu processo de internacionalização no Brasil, há 12 anos, tendo depois avançado para Espanha em 2007, onde já conseguiu alcançar um desempenho equiparável ao que tem em Portugal. Acrescentou que desde o ano passado a Ramos Catarino está também presente em França e no Reino Unido, onde executou já diversas obras, e que Paris e Londres estão a servir de plataforma para outros países do Centro e Norte da Europa, com trabalhos já executados em alguns deles. Referiu que esta diversificação tem permitido à empresa “enfrentar, com mais optimismo, a conjuntura extremamente adversa que todos vivemos”, sublinhando o seu orgulho “pela confiança de tantos e tão prestigiados clientes” e pela conquista deste Prémio pelo segundo ano consecutivo, que considerou “uma consoladora recompensa para a nossa ousadia, mas também o reconhecimento das nossas competências”.
Chamado depois para receber também o Prémio Reabilitação (desta vez pela concretização do hotel Memmo Alfama, com projecto do arq.º Samuel Torres) Vítor Catarino manifestou o seu “júbilo por sermos distinguidos com este prémio pelo terceiro ano consecutivo”, considerando que essa distinção era ainda mais significativa porque os restantes nomeados “são igualmente projectos de elevadíssima qualidade”. Referiu depois que o Memmo Alfama “é o primeiro boutique hotel desta famosa zona histórica de Lisboa – cidade já este ano reconhecida como um dos melhores destinos turísticos da Europa e do Mundo”.

E acrescentou: “Numa altura em que a construção de novos edifícios está em crise, a Reabilitação assume-se como opção relevante, com a vantagem acrescida de contribuir para preservar o património edificado – boa parte dele com grande valor arquitectónico, mas que tem vindo a degradar-se, de forma muito significativa, nas últimas décadas. A reabilitação está também a devolver vida aos cascos urbanos, aos centros históricos, com os benefícios que daí decorrem em diversos campos, mormente no que respeita ao Turismo, uma das áreas mais relevantes para a nossa economia. A reabilitação é um sector onde a Ramos Catarino se assume como especialista, graças à excepcional competência dos nossos Colaboradores – reconhecida, pelo terceiro ano consecutivo, através deste prestigiado e prestigiante prémio”.

Registe-se que minutos antes havia sido atribuído o Prémio Melhor Projecto de Recuperação ao imponente Edifício Maxmara (situado na Av. da Liberdade, em Lisboa), da autoria do Focus Group, mas também concretizado pela Ramos Catarino – pelo que pode dizer-se que a empresa do Grupo Catarino foi triplamente distinguida.









1 Comentário:

Anónimo disse...

Esta gente ser distinguida com o dinheiro dos fornecedores tem muito que se lhe diga... Deviam ser chamados à responsabilidade, pelas empresas que estão a mandar para o charco.

Sr. Engº. Vítor Catarino, deveria manifestar o seu Júbilo depois de pagar a quem deve, pois há empresas que entram em incumprimento todos os dias por causa da Ramos Catarino. Cada vez pagam pior e esmifram mais o pequeno...

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO