terça-feira, 12 de março de 2013

Britalar penhorada por dívida a particular

O não cumprimento de uma sentença datada de Outubro, originou que a Britalar vá ser penhorada. Em causa está uma dívida de cerca de 35 mil euros a uma particular (dona do edifício onde funciona o Populum), que avançou para a penhora após meses de espera pelo pagamento da dívida. O advogado da particular, José Luis Rocha, deslocou-se hoje às instalações com um solicitador de execução, mas não teve sucesso na penhora. Segundo o advogado "uma funcionária da empresa disse-nos que tudo o que lá havia já estava penhorado. Vamos lá voltar em breve, mas dessa vez levamos a PSP connosco.

O advogado afirmou ainda que lhe disseram que a Britalar tem "umas três dezenas de pedidos de insolvência". Fontes da Britalar já afirmaram que os responsáveis da empresa "estão a diligenciar no sentido de resolver a situação".

Esta dívida tem origem nas obras começadas em 1997 onde a Britalar e mais duas empresas executaram o túnel de acesso à Avenida Central e o parque de estacionamento do campo da vinha. Derivado das obras, o Populum esteve fechado cinco meses por o edifício ter ficado com brechas e por uma grua barrar a porta de entrada.

As brechas que abriram no edifício do Populum foram causadas pela proximidade e profundidade do desaterro, assim como pelo uso de "explosivos potentíssimos".

Assim, o arrendatário quis ser ressarcido dos prejuízos, tendo o tribunal condenado a proprietária a pagar-lhe 66 mil euros. A proprietária pagou ao arrendatário, mas entrou com uma acção em tribunal para que as três empresas responsáveis pela obra lhe devolvessem essa quantia. As outras duas empresas pagaram, a Britalar não.









3 Comentários:

Anónimo disse...

Isto eh uma vergonha , 35 mil euros ou 35 milhoes de Euros??

Pedro Ribeiro disse...

"O Populum teve fechado cinco meses"... Espera aí... "teve"?!

Engenharia e Construção disse...

Tem razão Pedro, erro corrigido. Obrigado.

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO