terça-feira, 30 de outubro de 2012

Cinco empresas portuguesas vão construir 50 mil habitações na Argélia

Cinco empresas portuguesas (Gabriel Couto, Fundo Vallis, Prébuild, Recer e Painhas) vão construir 50 mil habitações na Argélia, num investimento que ascenderá aos dois mil milhões de euros. Este negócio entre Portugal e a Argélia vai ajudar a criar negócio nestas e noutras empresas portuguesas, além de dar um forte impulso às exportações em Portugal. Convém recordar que o Fundo Vallis inclui as empresas Edifer, MonteAdriano e Hagen.

O acordo prevê que inicialmente sejam construídas as 50 mil habitações, mas depois pode-se alargar à reabilitação de outros edifícios, assim como ao acompanhamento e gestão dos projectos e realização de equipamentos públicos.

O protocolo assinado hoje entre Portugal e Argélia estabelece que vão ser criadas sociedades de capital misto entre as empresas envolvidas e deverá ter início já no primeiro trimestre do próximo ano.

Segundo António Almeida Henriques, secretário de estado adjunto da economia, "as cinco empresas que integram a missão empresarial são muito especializadas na vertente da pré-construção muito utilizada na Venezuela, Moçambique e Angola", acrescentando que "estas empresas permitem uma construção rápida e com qualidade, através de estruturas metálicas e painéis".









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO