quarta-feira, 9 de março de 2011

Trabalhar como Engenheiro no Brasil

Procurar emprego no estrangeiro é cada vez mais uma realidade dos engenheiros portugueses que vêem o mercado nacional cada vez mais saturado, e sem sinais de melhorar. Há uns anos surgiu a hipótese Angola, com ofertas de salários elevados no seu inicio. Outros mercados têm sido alvo dos engenheiros e das empresas portuguesas: Moçambique, Marrocos, Argélia, Líbia, Polónia, Roménia, etc. Neste contexto surge agora o Brasil como pólo de atenção para os engenheiros que pretendem emigrar. Uma economia emergente como a brasileira traz excelentes oportunidades e muito emprego na área da construção. E convém não esquecer que o Mundial 2014 é no Brasil e que os Jogos Olimpicos de 2016 são no Rio de Janeiro. Por estas razões é uma excelente notícia aquela que a seguir transcrevemos e que fala no encontro entre a Ordem dos Engenheiros e a CONFEA.

Engenheiros civis portugueses poderão ver reduzidos “os tempos que medeiam entre o processo de requerimento para o exercício” da sua actividade no Brasil e a decisão.

O bastonário da Ordem dos Engenheiros (OE) foi um dos convidados do sexto encontro Lideranças, promovido pelo Conselho Federal de Engenharia, Arquitectura e Agronomia (CONFEA) e aproveitou a sua presença em Brasília para “melhorar as relações entre as organizações [OE e CONFEA ] que têm por função regular a actividade profissional nos dois países”.

Segundo revelou Matias Ramos ao Construir, a agilização do processo de requerimento para o exercício da engenharia por parte de portugueses no Brasil foi “objecto de reuniões onde foi apresentada uma proposta de protocolo que será submetida a ratificação tanto na Ordem dos Engenheiros como no Confea”.

Fonte: Construir

Vejam também o artigo Mais oportunidades para as empresas portuguesas no Brasil









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO