quarta-feira, 29 de novembro de 2017

70 milhões de euros para a construção de 2 lotes (no total serão 12) do novo bairro de Lisboa

A construção de dois lotes, num total de doze, no empreendimento Braço de Prata, em Lisboa, representa um investimento de 70 milhões de euros. "Nesta fase, tendo em atenção só o lote oito, que é o que está construído, e o lote sete, que é o que estamos a iniciar a construção, estamos a falar num investimento de cerca de 70 milhões de euros", disse hoje à agência Lusa o presidente executivo da sociedade que está a gerir este projeto imobiliário, Norfin.

Segundo João Brion Sanches o valor deste investimento até é superior ao referido, se considerarmos as infraestruturas já construídas no empreendimento.

Este empreendimento refere-se à urbanização dos Jardins Braço de Prata nos terrenos da antiga fábrica de material de guerra em Marvila, projeto agora denominado Empreendimento Prata.
As obras obras em infraestruturas como saneamento, eletricidade, estradas, arruamentos, passeios, sinalização, iluminação, arborização e estacionamento público, assim como a o lote oito, serão concluídos em breve.
Neste primeiro lote existem 28 apartamentos de T2 a T5+1, dos quais 20 já foram vendidos, segundo João Brion Sanches.

"Temos praticamente o primeiro prédio vendido. Para um empreendimento que é a renovação de uma zona da cidade, consideramos que é um sucesso total em termos de comercialização", concluiu João Brion Sanches.
Ao todo, o Empreendimento Prata inclui 499 apartamentos de T1 a T6 duplex com preços que variam entre os 400 mil euros e os dois milhões de euros.
A área total é de 240 mil metros quadrados, 100 mil dos quais dizem respeito à zona habitacional, 19 mil metros quadrados à comercial e 7 mil metros quadrados à de escritórios e serviços. Quanto a prazos, o responsável estimou mais 10 anos de obra, prevendo a conclusão em 2027. No entanto o responsável ressalvou que esse período pode ser acelerado para 5 ou 7 anos.
A estimativa da Norfin é que depois da conclusão do empreendimento estejam a trabalhar e a viver naquela zona de Lisboa cerca de 2.500 pessoas.

Fonte: Diário de Notícias










Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO