segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Gabriel Couto conclui obra de 14 milhões de euros em Cabo Verde

O Governo da República de Cabo Verde, através do Ministério do Ambiente, Habitação e Ordenamento do Território (MAHOT), confiou à construtora Gabriel Couto o projeto «Casa para Todos-Praia 10», situado em Palmarejo Grande, cidade da Praia, ilha de Santiago. Com o objetivo de suprir o défice habitacional o Governo de Cabo Verde negociou uma linha de crédito junto do Governo Português para garantir a concretização deste projeto, cujo valor total ronda os 14 milhões de euros.

O «Casa para Todos» consiste na construção de 126 fogos de tipologia T2 e 264 fogos de tipologia T3, num total de 390 habitações, divididas pelas classes B e C, destinadas a famílias de rendimentos mais elevados. As habitações de classe C representam cerca de 70 por cento do empreendimento (275 fogos), enquanto a classe B é composta por 115 habitações (30%) deste complexo habitacional. É de referir ainda que as habitações da classe C apresentam parâmetros qualitativos superiores em relação à classe B, como instalação de estores, móveis de cozinha, equipamento para aquecimento de água e pré-instalação de ar condicionado.

A construção de 24 espaços comerciais, zonas de lazer e de estacionamento para os moradores, salas de condomínio, arranjos exteriores com parques infantis, uma praça miradouro com estacionamento de apoio, entre outras infraestruturas, completam esta obra cabo-verdiana da responsabilidade da construtora portuguesa Gabriel Couto.
Dado tratar-se de um arquipélago, grande parte das matérias-primas para materializar a obra são importadas, o que implicou cuidados redobrados para otimizar a logística, assentes numa preparação e planeamento rigorosos e numa interação diária com o departamento de logística e transportes da Gabriel Couto sediada em V.N. de Famalicão. De resto, devido ao processo burocrático a que são sujeitas as operações de importação, os diversos materiais têm um percurso de quase um mês entre a saída de Portugal e a chegada à obra em Cabo Verde.
Mais um desafio para empresa. Por isso toda a estrutura técnico-administrativa, já familiarizada com Cabo Verde, está já a planear a participação em outros concursos, públicos ou privados, que venham a surgir neste País africano, procurando assim reforçar, ainda mais, a sua carteira de obras além-fronteiras.

A Gabriel Couto vê, com esta empreitada, o seu portfólio de obras internacionais reforçado nesta área de projetos imobiliários, afirmando-se hoje como uma das maiores empresas portuguesas do sector da Construção Civil a nível Internacional.









2 Comentários:

Mario Rocha disse...

bem conheço , se precisarem de um encarregado para la, estou disponivel

Fernando Miguel Jorge Neves disse...

Se precisarem de um bom opera de bomba de betão com 20 anos de experiência estou desponivel, meu contato - fmiguelneves@gmail.com

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO