segunda-feira, 8 de maio de 2017

Engenharia e Construção e SEIbySusana - Do presente para o futuro

Mais uma novidade no Engenharia e Construção, tendo em vista o aumento de qualidade dos conteúdos que levamos até si. A partir de agora o Engenharia e Construção terá artigos escritos pela Susana Lucas do SEIbySusana, onde serão abordados assuntos que já são fundamentais no presente e que serão indispensáveis no futuro. Mas o melhor é ler de seguida a apresentação do que vai ser esta parceria pelas palavras da própria Susana Lucas.

Sustentabilidade, Engenharia, Inovação, POSEUR, ANI, BIM, Green BIM

Sendo este o meu primeiro artigo com que efetuo o arranque da parceira entre os sites Engenharia e Construção e SEIbySusana (www.seibysusana.com), gostava de efetuar um enquadramento. A primeira abordagem será um artigo de opinião semanal à 2ª feira.

Os temas que irei abordar vão passar por Sustentabilidade, Engenharia e Inovação (por isso o SEI). Considero que já existe uma realidade a ser desenvolvida nestes 3 pilares e terá que ser por aí que o setor da construção continuará.

Neste momento já existe diversa legislação enquadradora deste temas, bem como se efetuarmos uma pesquisa rápida às candidaturas abertas no Portugal 2020, podemos verificar que sempre a Engenharia se encontra associada à Sustentabilidade e Inovação. Aliás existe mesmo um programa que tem Sustentabilidade no seu nome, POSEUR, Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos, como existe a ANI, Agência Nacional de Inovação.

Do que tenho tido conhecimento a área da Construção tem desenvolvido diversos projetos que aliam a Sustentabilidade e Inovação. Quer seja por novos produtos mais ecológicos para o mercado quer por se desenvolverem soluções construtivas globais inovadoras e sustentáveis. Por isso considero que este será o caminho.

Além de que não nos podemos esquecer que a aplicação da legislação do NZEB (Near Zero Energy Building) vai estar aí em breve. Em 2018 já os novos edifícios públicos têm que cumprir este requisito. E nos anos seguintes vai passar para os restantes edifícios novos.

Existe outra realidade que mais cedo ou mais tarde também vai ser europeia e depois nacional (sendo que no Reino Unido todas as empreitadas públicas já o aplicam), o BIM (Building Information Modeling). Onde existirá uma necessidade de inovação da forma de trabalhar no nosso setor para garantir a compatibilização desde as especialidades até à gestão das instalações. Aliás neste momento existe um esforço internacional para o desenvolvimento do Green BIM, ou seja aliar conceitos de Sustentabilidade desde o início da seleção de soluções construtivas até à operação.

Assim considero que vamos ter que ter uma nova forma de trabalhar e novos requisitos, que podem potenciar a área da construção. Este, a meu ver, será o desafio para este setor num futuro próximo!

---
Artigo escrito por Susana Lucas do SEIbySusana.







Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO