terça-feira, 9 de maio de 2017

Grupo dst reabilita edifício Orpheu XI em plena baixa Chiado

A dst, sa, empresa do grupo dst, é responsável pela reabilitação do Orpheu XI, um empreendimento habitacional de luxo, localizado em plena baixa Chiado, em Lisboa. Dotado de 10 modernos e funcionais apartamentos, com áreas entre os 110 m2 e os 370 m2 e tipologias de Loft a T3+2, o projeto é assinado por Frederico Valsassina Arquitetos Lda e pela A2P Consult - Estudos e Projetos Lda e mantém a traça arquitetónica do edifício, cujas fundações preservam parte da Muralha Fernandina.

A recuperação deste prédio tipicamente pombalino passa por uma profunda intervenção nos quatro pisos do empreendimento e inclui a demolição e escavação com preservação de fachada. A dst sa terá ainda a seu cargo a execução de estrutura para suspensão provisória das paredes interiores e a construção da superestrutura em betão armado e da estrutura metálica.

Para José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, esta empreitada “é muito importante para a valorização do trabalho que a empresa tem vindo a efetuar em termos de reabilitação urbana, nomeadamente no coração de Lisboa, assente num know-how ímpar que lhe permite encontrar soluções inovadoras quando as intervenções se centram no património histórico edificado”, lembrando que “este é também um investimento que aumenta e dinamização do mercado imobiliário e estimula a atração de investimento internacional”.

Localizado em plena Rua António Maria Cardoso, o Orpheu XI será um empreendimento habitacional, que mantém a fachada histórica e preserva os elementos relevantes no interior. Os arcos e os vãos serão aproveitados e expostos, de acordo com a sua função e, com o intuito de obter um prolongamento das zonas sociais, estará dotado de varandas e terraços adjacentes às salas. As zonas sociais encontram-se viradas para sul e para poente o que aumenta, por um lado, a luminosidade e, por outro, oferece uma vista deslumbrante sobre Lisboa, a ponte 25 de Abril e o Cristo Rei.

Os espaços com abóbadas mantêm a traça original, já que serão estruturas anteriores ao terramoto de 1755. O caráter nobre do edifício estará representado através dos elementos preservados ou replicados, tais como portas interiores e sancas, que tornarão o Orpheu XI numa morada elegante e distinta. O edifício será dotado de estacionamento.

Veja de seguida mais algumas imagens do Orpheu XI.







Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO