terça-feira, 21 de março de 2017

Predibisa cresce 40% em 2016

A consultora imobiliária Predibisa, fechou o ano de 2016 a crescer cerca de 40%, face ao ano transato. Com uma concretização de negócios a rondar os 100 milhões de euros, todas as áreas de negócio registaram uma evolução favorável. Num ano que voltou a ser um dos melhores da última década para o mercado imobiliário em Portugal, o Norte continua a ser uma zona forte para o investimento, com a concretização de grandes transações nos segmentos de reabilitação, habitação, retail, hotelaria, escritórios e indústria.

Nos últimos quatro anos, os movimentos de negócios da Predibisa cresceram expressivamente, atingindo, em 2016, o valor mais alto de sempre. Na base destes resultados estiveram o fecho de negócios importantes e com grande relevância para a cidade do Porto. “Todas as áreas de negócio evoluíram positivamente, que se explica não só devido à grande procura por parte de estrangeiros, mas também à grande incerteza da banca, o que leva os investidores a apostar em ativos imobiliários.”, nota o diretor-geral da Predibisa, João Nuno Magalhães.
A reabilitação urbana no centro do Porto, intrinsecamente ligada ao setor residencial, mas também ao retail, à hotelaria e à promoção, em 2016, obteve um crescimento robusto. Tal deveu-se ao concretizar de negócios com clientes investidores, que procuravam rendimentos no comércio, restauração, hotelaria, short-rental e escritórios. O forte potencial do turismo e o alojamento local foram fatores que contribuíram para esta dinâmica de transações.

A colocação do Hard Rock Café Porto no edifício Prestige e a comercialização do edifício Aliados107, antigo edifício d´ "O Comércio do Porto", reconvertido para habitação e comércio de luxo, assim como a implementação da Eurocast, em Estarreja, e da multinacional WEG são exemplos de negócios com intervenção estratégica da Predibisa.
Outra área com forte intensidade em 2016 foi a residencial, resultado da progressiva retoma da construção e do surgimento de novos projetos habitacionais, que fomentam a renovação urbana da cidade do Porto.

No segmento escritórios, a procura manteve-se muito acentuada, com as multinacionais a elegerem o Porto como uma boa alternativa para se instalarem, face a outros mercados europeus. A Predibisa teve, ao longo do ano, um papel ativo, inclusive, foi responsável por ajudar empresas já instaladas nesta cidade a procurarem soluções de escritórios em edifícios mais recentes, por forma a otimizar os espaços e terem maior rentabilidade. Apesar da escassez de oferta, em particular de edifícios com infraestruturas adequadas às exigências de grandes empresas, para alguns promotores este é o momento certo para reabilitar ou construir novos edifícios de escritórios.

“As nossas perspetivas para 2017 são muito animadoras. Temos em carteira bons negócios, iniciados em 2016, e que se irão efetivar este ano. Paralelamente, iremos assegurar novos empreendimentos, em exclusivo, localizados em zonas prime da cidade, um bom indicador de que os investidores continuam atraídos pelo Porto. Este ano, também iremos alargar a nossa área de intervenção, com a abertura do departamento de Avaliações e Consultoria, que nos irá ajudar, por certo, a consolidar o nosso posicionamento no mercado.” conclui o diretor-geral da Predibisa.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO