sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Empresa portuguesa requalifica antiga central de gás na Bélgica

A AGM (Agremarco) – empresa de construção civil de Braga – ganhou o projecto de requalificação de uma antiga estação e central de gás na cidade de Sint-Truiden, na Bélgica, um investimento de aproximadamente três milhões de euros e que constitui a maior empreitada alguma vez efectuada pela empresa em território belga. O espaço em causa dará lugar a um edifício com várias valências, entre as quais um centro social, uma escola primária e uma área residencial. Com uma carteira de obras em execução no valor de 6,5 milhões de euros, a empresa bracarense continua a crescer naquele mercado europeu, estratégico na aposta de internacionalização empreendida.

A AGM será assim responsável pela requalificação de um espaço privilegiado no centro daquela cidade, localizada no Norte da Bélgica, tendo a seu cargo a construção de três edifícios, nomeadamente um centro de juventude constituído por salão de festas e auditório, salas de ensaio e centro de dia para jovens, uma escola primária e um complexo residencial que fará a ligação ao espaço urbano residencial envolvente. Sob este espaço será desenvolvido um parque subterrâneo público de dois níveis.

A obra, com uma área aproximada de 24 mil metros quadrados, arranca em Janeiro de 2017, após a conclusão dos trabalhos de despoluição e descontaminação dos solos daquela antiga estação e central de gás, e prevê a realização de toda a estrutura em betão armado, a alvenaria estrutural e não estrutural e o revestimento de fachadas em tijolo face à vista.
“Esta empreitada, a maior até agora entregue pelo cliente à AGM, reflete a confiança na capacidade da empresa e a crescente presença que temos no mercado belga”, sublinha Nuno Vieira, director-geral da AGM, lembrando a propósito que a confiança na equipa técnica suscitou um convite para a AGM participar no planeamento e redefinição de soluções para optimizar custos e tempo. “O cliente pediu-nos para prepararmos a obra em conjunto nos últimos dois meses, no sentido de garantir o arranque da obra em 2017”, conclui.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO