terça-feira, 29 de novembro de 2016

Vidro Guardian participa em projeto de investigação nos Alpes

A Guardian Glass na Europa comprovou o desempenho superior dos seus produtos de vidro para janelas num ambicioso projeto de abrigo alpino na Eslovénia. O moderno abrigo foi desenhado no estúdio “Habitação em Ambientes Extremos” da Harvard Graduate School of Design. Selecionada entre um número de desenhos submetidos pelos estudantes de arquitetura, a proposta de Katie McDonald, Erin Pellegrino e Frederick Kim foi posteriormente desenvolvida pela OFIS Architects em Liubliana, Eslovénia, para ajudar a investigar o impacto das condições atmosféricas extremas sobre os diferentes tipos de materiais e técnicas de construção.

A construção totalmente acabada está agora situada no alto da Montanha Skuta nos Alpes Eslovenos, onde as condições climatéricas são extremas e severas. Entre os requisitos do projeto o acampamento tinha de fornecer um ambiente seguro e confortável para até oito pessoas.

Os arquitetos Špela Videčnik e Rok Oman, cofundadores da OFIS Architects, trabalharam em conjunto com os engenheiros de estruturas da empresa londrina AKT II Ltd. e da Rieder öko skin no desenvolvimento e adaptação do projeto. Para as janelas, selecionaram a Guardian Glass como um parceiro chave, tendo em consideração a sua vasta experiência e preparação técnica.
Com o sítio escolhido situado a mais de 2000 metros acima do nível do mar, o vidro de segurança temperado usado no abrigo tinha de resistir a uma pressão de vento estimada em 2,3 kN/m², superior ao dobro da necessária para os arranha-céus das principais cidades. O vidro tinha ainda que fornecer isolamento térmico e controlo solar superiores, boa proteção e segurança e poder suportar os esforços das altitudes muito elevadas e temperaturas extremas.

Os especialistas da Guardian trabalharam com a OFIS e a AKT II para conseguir a otimização dos materiais para as janelas e a construção. Durante o processo, tiveram de tomar em consideração fatores principais, tais como o isolamento térmico e o controlo solar mas também outras considerações funcionais, tais como a estética e a transmissão luminosa.
Foi instalado vidro triplo com um valor U de 0,5 W/m².K e um fator solar de 33%, para se conseguir o equilíbrio energético ótimo durante todo o ano. O vidro escolhido foi imediatamente o Guardian SunGuard® SuperNeutral® 70/37 no painel exterior, combinado com o vidro ClimaGuard® Premium T de baixa emissividade no painel interior, que resultou numa transmissão da luz visível de 59% na configuração final do vidro triplo, o que se considera invulgarmente elevado, devido ao baixo fator solar.

As principais vantagens do vidro são o seu aspeto neutro, de forma a que o abrigo se integre o melhor possível na natureza em seu redor, a baixa reflexão no exterior para a melhor visibilidade possível através dele e a baixa reflexão no interior permitindo aos ocupantes desfrutar das vistas circundantes tanto de dia como de noite. “Pretendíamos que as pessoas se sentissem integradas na paisagem. A Guardian Glass foi uma grande ajuda que nos permitiu conseguir isso” disse Erin Pellegrino, um dos estudantes de design da Universidade de Harvard.
Domen Komac, responsável Guardian Glass pelo canal de Instaladores da Europa disse: “Apesar da sua dimensão relativamente pequena, este projeto não foi menos exigente que qualquer grande projeto de construção. A manutenção de um ambiente confortável e seguro no interior foi um desafio, especialmente nestas condições extremas. Graças à nossa vasta gama de produtos, combinada com o “know-how” da nossa excelente equipa técnica, a Guardian Glass pode satisfazer todos os critérios deste exigente projeto.”







Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO