sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Kawneer lança a porta de harmónio KANADA FD

A Kawneer, especialista em sistemas arquitectónicos de alumínio, lança no mercado uma nova porta de harmónio que permite aumentar e aproveitar ao máximo os espaços. Esta solução arquitectónica inovadora, KANADA FD, está disponível tanto para casas particulares como para obras públicas e com o seu sistema de abertura permite, não só tornar mais cómoda e funcional a vivência com o volume mínimo que ocupa no pavimento, como também alcançar uma vista panorâmica integral graças ao sistema e prumo retráctil.

A porta KANADA FD da Kawneer pode alcançar uma altura até 2,90m por uma largura de 1,20m. O seu sistema avançado em alumínio suporta um peso máximo de 120kg por folha e conta com juntas periféricas de dupla nervura.


O carril dispõe de rodízios de aço inoxidável e uma calha de deslizamento no topo, assegurando a facilidade de deslizamento das folhas – independentemente do seu peso. O eixo de rotação em aço inoxidável da porta KANADA FD contribui, além do mais, para capacitar de uma maior durabilidade e resistência o sistema de abertura e a estrutura geral desta solução Kawneer, que conta ainda com uma fechadura multiponto para uma maior segurança.
 
Assim, a porta de harmónio KANADA FD oferece um elevado rendimento térmico com uma estanquidade reforçada 4-9A-C3 e uma espessura de vidro até 57mm.

Ao nível da estética destaca-se a capacidade que o perfil da porta oferece para suportar todo o tipo de desenhos, rectos ou curvos, e as numerosas possibilidades de aberturas e acabamentos. As dobradiças estão disponíveis na cor preta e alumínio e as opções de puxadores abarcam o alumínio, o branco ou o aço inoxidável.
 

A nova porta KANADA FD da Kawneer oferece tanto a arquitectos como a desenhadores um grande leque de possibilidades estéticas para todo o tipo de contextos, estilos e ambientes.










1 Comentário:

Ana Maria disse...

Parabéns e muito sucesso por serem competentes no que fazem .

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO