terça-feira, 5 de julho de 2016

C.A.S.A. pós-catástrofe | Área Metropolitana de Lisboa e OASRS juntam-se para lançar Concurso de Arquitectura

“A única certeza que temos em relação à possibilidade de uma catástrofe, é que ela vai acontecer um dia”, afirmou o eng. Demétrio Alves, primeiro-secretário da Área Metropolitana de Lisboa (AML) na assinatura do protocolo com a OASRS para o lançamento do Concurso C.A.S.A pós-catástrofe (centro de apoio social e administrativo).

Foi com esta certeza em mente que as duas instituições decidiram lançar um Concurso de Ideias destinado a conceber uma unidade polivalente com funções administrativas e sociais num cenário pós-catástrofe que considere a realidade e as condicionantes intrínsecas destas situações e que responda eficazmente a factores psicológicos e sociológicos associados à catástrofe, tais como a escassez de recursos, durabilidade, preço, transporte e sustentabilidade.

O programa do concurso não considera uma localização específica, embora aponte para que seja implementado na área metropolitana de Lisboa, uma região composta por 18 concelhos, representando uma população de 3 milhões de pessoas, o equivalente um quarto da população portuguesa.

A estrutura deverá ter uma área de 500 metros quadrados e pretende antecipar as necessidades resultantes de um cenário de emergência em que são preferenciais soluções tão rapidamente construídas como desmanteladas, de carácter modular, simples de construir, funcional, flexível e sustentável.

Aberto a todos os arquitectos, o concurso é o segundo a ser promovido no âmbito do Programa escolha-arquitectura da OASRS (o primeiro foi o concurso Duas Casas nas Ilhas Selvagens, na Madeira). As candidaturas estão a decorrer até ao dia 29 de Agosto. Os vencedores serão conhecidos em Outubro próximo.
O júri é presidido pelo Primeiro-Secretário Metropolitano, eng. Demétrio Alves e composto ainda pelos arquitectos Jorge Moura, Director do Departamento de Gestão do Território da AML e Pedro Campos Costa, indicado pela OASRS.

Com três prémios a atribuir no valor global de 7 500 euros, o concurso é o primeiro a ser integralmente desenvolvido na Plataforma de Encomenda da OASRS, sendo toda a tramitação digital.

Mais informações aqui.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO