quinta-feira, 14 de agosto de 2014

DTE com obras em Angola no valor de 12 milhões de dólares

A dte, empresa do grupo dst, tem em curso um conjunto de empreitadas em Angola no valor de aproximadamente 12 milhões de dólares, o que reforça a capacidade instalada da empresa naquele país africano, em consonância com a estratégia de internacionalização que vem sendo colocada em prática pelo grupo dst.

Em território angolano, a dte, através da dst angola, tem sob sua responsabilidade a execução das instalações elétricas, segurança e telecomunicações do Armazém Central de Medicamentos de Luanda, situado numa zona quase deserta, entre a localidade de Viana e Cacuaco, em Kifangondo Funda. Com uma área de construção de quase sete mil metros quadrados, esta é a primeira obra de instalações elétricas a realizar em território angolano pelo grupo dst, sendo também considerado um projeto-chave pelo Ministério da Saúde.

No coração da capital angolana, está a ser construído o Novo Edifício de Escritórios da Somoil - petrolífera Angolana -, empreitada na qual a dte é responsável pelos sistemas de segurança, instalações elétricas, telecomunicações e circuito fechado de TV. Esta obra, localizada no centro de Luanda, visa, ainda, a instalação de um posto de transformação e as instalações de baixa tensão.

Também sob a alçada da dte, está a ser executada, em prazo recorde, a empreitada de instalações elétricas, segurança e telecomunicações da Autostar, localizada na estrada Viana/Catete, junto à Zona Económica Especial. Um projeto singular, de elevado cariz arquitetónico, que obriga a uma elevada precisão na aplicação dos equipamentos e materiais, nomeadamente no que à iluminação diz respeito.
Mais recentemente, foram adjudicadas as empreitadas de instalações elétricas, segurança e telecomunicações e instalações de AVAC do Complexo da Bromangol, na zona de Camama, Luanda. Trata-se de um sofisticado Centro Tecnológico de Laboratórios, constituído por um edifício de laboratório de três pisos, um edifício administrativo de seis pisos, um armazém de apoio, quatro portarias, um edifício de gases medicinais e um edifício de geradores.

Para José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do grupo dst, a presença no mercado angolano “é mais um passo firme na estratégia de internacionalização que temos vindo a seguir com assinalável sucesso”, lembrando ainda que “o crescimento económico que Angola tem verificado obriga o país a dotar-se das necessárias infraestruturas de suporte a esse desenvolvimento. E aqui é importante o know-how de uma empresa como a dte, aplicando no terreno a fiabilidade e a inovação que caracterizam os projetos em que nos envolvemos”.









3 Comentários:

Jones Loko disse...

show da engenharia

Agostinho Cassola Cassola disse...

Será este o limite...... Penso que não.

fernando disse...

muito boas as fotos sobre uma grande obra!

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO