segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Guangzhou Círculo Mansion, um edifício de referência que não é um arranha-céus

Guangzhou Círculo Mansion é um edifício icónico localizado na margem Norte do Rio de Pérolas, em Guangzhou, na China. Da autoria do Arquitecto italiano Joseph di Pasquale, diferencia-se pela sua forma circular, que lembra os discos de jade. O projecto surgiu após a solicitação por parte da empresa Hongda Xingye Group a gabinetes de Arquitectura Italianos, de um projecto inspirado na cultura chinesa e ocidental que se torna-se um marco memorável, uma vez que no mesmo seria instalada a sede da empresa.

Dos projectos apresentados, o vencedor é da autoria do arquitecto Di Pasquale que se inspirou na cultura Chinesa e nos discos duplos de jade. Tirando partido da envolvente do edifício, o arquitecto projectou um edifício circular que projecta a sua sombra no rio, criando o disco duplo.
Vista lateral do Guangzhou Círculo Mansion (http://designdiffusion.com/)

O edifício com 138m de altura e um vazio interior circular com diâmetro de 48m, possui 33 pisos e uma área total de 85.000m2. Projectado para a sede da empresa de produtos químicos e energia, Hingda Xingye Group, localizada nos pisos 31º ao 33º, contêm também um hotel e uma zona de escritórios. No topo do edifício localiza-se um heliporto e nos pisos subterrâneos, parques de estacionamento e espaços mecânicos.

O edifício é efectuado por secções rectangulares 3D facilmente visíveis na lateral e o início da construção começou com duas torres, uma de cada lado do vazio. Conforme as torres foram-se construindo, os pisos em consola necessitaram de apoios provisórios, tendo sido construída uma estrutura de cerca de 40m de altura que serviu de suporte aos blocos de cada uma das torres. Esta construção provisória foi retirada assim que se efectuou o círculo interior, uma vez que, com a união das duas torres, o edifício torna-se num só elemento, equilibrando-se e ganhando estabilidade.
Guangzhou Círculo Mansion (foto retirada de http://designdiffusion.com/)

Os blocos encontram-se em consola, alguns deles com 25m de comprimento suspenso e para o interior do círculo possuem varandas com uma vista panorâmica fantástica, (como se pode imaginar pelas fotos), e pontos fulcrais para absorção de luz natural. A grande particularidade desta construção recaiu, sem dúvida, na precisão do alinhamento dos pisos, principalmente quando as duas torres se unem para formar o piso inferior do círculo interno e posteriormente na segunda união na parte superior do círculo. Para tal, foram aplicados sistemas de monitorização de medição de precisão de modo a prevenir desníveis.
Vista do interior do círculo (foto retirada de http://designdiffusion.com/)
Vista inferior dos pisos de casa Bloco (foto retirada de http://www.homecrux.com/)

Inaugurado em Dezembro de 2013, este edifício será com certeza uma boa fonte de inspiração para edifícios memoráveis em grande escala, sem cair directamente no padrão de arranha-céus.

--
Artigo escrito por decoreng.engenharia, site parceiro do Engenharia e Construção desde Janeiro de 2014.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO