quinta-feira, 6 de junho de 2013

Armazéns para Plataforma Logística de Leixões vão ser construídos pela Domingos da Silva Teixeira

A construção de dois armazéns nos lotes 10 e 11 do Pólo 2 da Plataforma Logística de Leixões, um investimento superior a 8 milhões de euros, destinado ao armazenamento de produtos alimentares não perecíveis, detergentes e produtos de higiene pessoal, está a cargo do grupo dst (Domingos da Silva Teixeira). Trata-se de uma obra fundamental para o projecto de expansão da plataforma logística de apoio ao Porto de Leixões, uma das maiores portas de entrada e saída de mercadorias em Portugal. A primeira pedra deste empreendimento já foi lançada, prevendo-se que a construção esteja concluída durante o primeiro semestre de 2014.

A obra sob alçada do grupo dst estende-se por uma área de 24.109 metros quadrados e compreende a construção de dois pavilhões, com 10 mil metros quadrados cada, e um edifício de apoio com dois pisos, com 2.600 metros quadrados. O projecto prevê ainda a instalação nestes armazéns de 34 cais para cargas e descargas de camiões. O grupo dst executará todos os trabalhos de terraplenagem, fabrico e montagem de estruturas, construção civil, acessos e arranjos exteriores, bem como será responsável por todas as especialidades de hidráulica, electricidade, telecomunicações, segurança e energias renováveis, envolvendo sinergicamente as suas diversas empresas.

A execução desta obra contará assim com a participação da dst, s.a. (engenharia e construção civil), da dte (empreitadas eléctricas), da bysteel (estruturas metálicas e revestimentos), da tgeotecnia (estudos geológico-geotécnicos), da tbetão (produção e comercialização de betão), da steelgreen (estruturas de betão armado), da tmodular (carpintaria) e da dst solar (instalação de sistemas fotovoltaicos).
O alargamento da Plataforma Logística de Leixões é uma obra fundamental para alavancar o potencial endógeno do porto nortenho, estendendo o seu raio de influência às regiões fronteiriças espanholas, designadamente a Galiza e Castela e Leão. A participação do grupo dst neste projecto de relevância vem assim reforçar a posição de referência que a empresa ocupa no sector da construção em Portugal, onde a inovação constante e a qualidade dos serviços prestados a colocam como um dos principais players do mercado.

Para José Teixeira, presidente do grupo dst, o envolvimento da empresa numa obra como a da Plataforma Logística de Leixões “é demonstrativo da confiança que os nossos clientes depositam no trabalho que há décadas temos vindo a efectuar na montagem de negócios “chave-na-mão, com autonomia e capacidade de resposta in house”, frisando ainda tratar-se de um empreendimento “vital para a desejada recuperação económica do país. É, por isso, um motivo de grande orgulho para o grupo dst estar envolvido neste projecto, pois se é bom para Portugal, é bom para nós”.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO