quarta-feira, 15 de maio de 2013

Empresas portuguesas participam na Feira Internacional de Benguela em Angola

A partir de hoje e até ao próximo dia 19 de Maio, a Fundação AIP e empresas portuguesas estão em Benguela para participar na FIB - Feira Internacional de Benguela, a maior feira multi-sectorial da região Sul de Angola, a decorrer no Estádio Nacional de Ombaka.

Esta comitiva de empresas nacionais, onde se incluem empresas maioritariamente do sector da construção mas também do têxtil, agro-pecuária, entre outras, procuram com esta participação organizada pela Fundação AIP, através da AIP – Feiras, Congressos e Eventos, promover e captar novos negócios no mercado angolano e contactar com novos mercados que estão presentes no certame.

A 2ª edição da FIB, que se realizou em 2012, contou com a presença de 226 expositores, representando um crescimento de 60% face ao ano anterior, que tiveram a oportunidade de divulgar a sua actividade e criar e reforçar as suas redes de contactos.

Para além da participação na FIB as empresas portuguesas têm também agendadas uma série de encontros empresariais em Benguela, Lobito e Luanda.

A organização desta participação portuguesa na 3ª edição da FIB integra-se no programa de apoio à internacionalização das empresas portuguesas implementado pela Fundação AIP, através da AIP – Feiras, Congressos e Eventos.

Esta presença, resultante de um desafio lançado pelo respectivo Governo Provincial à Fundação AIP para o desenvolvimento das relações empresariais entre Portugal e Angola e expansão das respectivas economias, vem reforçar o trabalho desenvolvido pela Fundação AIP com os países da CPLP e a preocupação de descentralizar, tanto quanto possível, as iniciativas da AIP – Feiras, Congressos e Eventos, neste caso em Benguela.

Benguela e Lobito, duas cidades em franco desenvolvimento, são já a 2ª maior aglomeração urbana de Angola, prevendo-se o seu crescimento continuado nos próximos anos.

Angola continua a ser um país de oportunidades, prevendo o Governo Angolano que a economia cresça na ordem dos 12,8%, muito sustentado no crescimento do mercado interno e no incremento da produção petrolífera e exploração de outros recursos naturais.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO