terça-feira, 16 de abril de 2013

Casais com 70% da facturação no estrangeiro

Em 2012 a Casais facturou cerca de 70% dos 207 milhões de euros nos mercados internacionais, situação que se deve manter no presente ano. No que diz respeito ao mercado nacional a aposta será predominantemente na reabilitação. Da facturação que teve no estrangeiro em 2012, 70% teve origem em países africanos.

Apesar da Casais apostar no mercado internacional há muitos anos, foi em 2012 que este assumiu o papel principal. Em 2011 o mercado nacional representava 65% da facturação da empresa, enquanto que em 2012 se ficou pelos 30%.

Num comunicado, a Casais afirma que "o crescimento acentuado na área internacional em 2012 e perspectivado para 2013 tem como grande motor a actividade do grupo em África, mercado onde têm surgido oportunidades de negócios adjacentes à construção. Com este propósito, foi realizado um forte investimento em todas as áreas que envolvem o ciclo produtivo do negócio da construção".

Actualmente a Casais está activa em 11 países: Alemanha, Angola, Argélia, Bélgica, Brasil, Cabo Verde, Gibraltar, Holanda, Marrocos, Moçambique e Qatar. A Alemanha foi mesmo o país onde a Casais se lançou na internacionalização da empresa, no ano de 1994.

António Carlos Rodrigues, presidente executivo da Casais - Engenharia e Construção projecta assim o presente ano: "2013 vai continuar a ser um ano de ajustamento e, se em 2012 o objectivo era assegurar a sustentabilidade do negócio, este ano, mais uma vez com a alavanca da actividade internacional, o objectivo é consolidar e reforçar a solidez".









1 Comentário:

Anónimo disse...

Cabe apenas referir que a politica do grande Grupo Casais, é "roubar" os colaboradores dos subempreiteiros.

Enfim.

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO