quarta-feira, 6 de fevereiro de 2013

InovaDomus celebra 10 anos a "acreditar que a Reabilitação é possível e compensa"

A InovaDomus - Associação para o Desenvolvimento da Casa do Futuro assinala em 2013 dez anos de vida. Constituída pela Universidade de Aveiro e 11 empresas do sector do habitat, a Associação tem como missão dar vida e futuro às casas do passado através da cooperação em rede e da partilha de conhecimento, procurando assim antecipar as tendências de mercado e estimular a inovação.

Desde 2003, em parceria com empresas, entidades do sistema científico e tecnológico, câmaras municipais, a InovaDomus desenvolveu oito projectos, nomeadamente:

1. Casa do Futuro (2005-2007) envolveu mais de 150 pessoas de 28 entidades empresariais e da Universidade de Aveiro, tendo resultado em 23 subprojectos/especialidades para a construção de uma Casa do Futuro e o desenvolvimento de 11 produtos inovadores;

2. Casa Inteligente e Interativa para o Centro de Medicina de Reabilitação do Alcoitão (2007-2008) resultou num projecto de execução para uma casa que serviria para todas as pessoas (independentemente da sua incapacidade) reaprenderem a viver o dia-a-dia;

3. Projecto piloto de reabilitação da Casa de Chá (2009-2010) no edifício situado no parque da cidade de Aveiro, tendo em consideração um conjunto de princípios de reabilitação inovadores;

4. INNOV – Instrumentos para a Acção Inovadora (2010–2011) resultou na elaboração de um Manual de Boas Práticas em Gestão da Inovação, com o objectivo de disseminar as melhores práticas de inovação com base num trabalho desenvolvido e validado por um conjunto de empresas do sector do habitat;

5. Futuro do Habitat (2010-2011) promoveu um conjunto de debates entre especialistas e opinião pública, resultando no Manual de Reabilitação e Manutenção de Edifícios;

6. Exposição patente no Museu das Comunicações, em Lisboa, desde maio de 2009 ate ao momento, como uma montra de produtos e soluções inovadores dos Associados;

7. Projecto Cooperar para Reabilitar, apoiado pelo QREN, e a decorrer até Julho de 2013. Serão realizados 16 guias para a reabilitação que apresentarão uma listagem de anomalias que podem surgir num edifício e apontar um conjunto de soluções para a sua resolução;

8. ReabilitaDomus resulta na compra de um edifício habitacional, em Ílhavo, com o objectivo de promover boas práticas em Reabilitação. O projecto conta com uma parceria com a Câmara Municipal de Ílhavo e tem como objectivo fazer da reabilitação do edifício um projecto piloto de reabilitação inovadora.
António Oliveira, presidente da InovaDomus, faz um balanço de "dez anos intensos, ricos e variados em que começámos livremente a reflectir sobre as casas do futuro e acabamos a comprar, no presente, uma casa do passado a que vamos dar futuro", com o objectivo de "fazer acreditar que a reabilitação é possível e compensa".

A curto e médio prazo, António Oliveira adianta que a InovaDomus pretende "alargar o leque de associados, reabilitar a casa adquirida transformando-a num campo de ensaio e um laboratório permanente de teste de novas soluções".

Para a próxima década, indica que os desafios passam por "manter o equilíbrio financeiro, continuar a ser uma mais-valia para os associados, ser um exemplo de reabilitação urbana sustentável e criar aos associados oportunidades de desenvolvimento de novos produtos e competências vocacionadas para a reabilitação urbana".

Para o negócio da regeneração urbana poder compensar, em determinada medida, a regressão da construção e do imobiliário em Portugal, António Oliveira defende que "é necessário que, sob muitos pontos de vista, o arrendamento deixe de ser um pesadelo para todos os intervenientes".









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO