segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Conclusões 1º Encontro "Juntos na prevenção no sector da construção"

No dia 24 de Outubro de 2012 decorreu no Centro de Congressos da Fundação Dr. António Cupertino de Miranda o 1º ENCONTRO DA APCGS – “Juntos na Prevenção no Sector da Construção”, organizado pela APCGS, CICCOPN, ACT, Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, integrado na Campanha Europeia 2012-2013 sob o lema Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis - Juntos na Prevenção.

Os temas abordados incidiram na evolução da Segurança e Saúde na Construção, na formação e qualificação dos técnicos de segurança a nível europeu e na formação específica dos técnicos de segurança para este sector de actividade, que obriga a um conhecimento profundo dos processos e técnicas construtivas e a uma presença e proximidade constante dos postos de trabalho.

Relevou-se a incidência dos acidentes de trabalho neste sector, que apesar de estar a registar nos últimos anos algum decréscimo, este pode ser atribuído não só à melhoria dos níveis de segurança nos estaleiros da construção, mas sem dúvida também ao decréscimo de actividade neste sector.

A melhoria das condições de trabalho, bem como o investimento em segurança e no aumento da afectação quer dos técnicos de segurança quer dos coordenadores de segurança a cada estaleiro depende da “vontade do dono de obra” que desempenha um papel fundamental e decisivo em todas as fases do processo construtivo.

A sua mudança de atitude e maior consciencialização para a necessidade da prevenção de riscos laborais são determinantes para se promoverem sistemas de gestão e de coordenação de segurança que passem da mera gestão de papéis à efectiva implementação de medidas de segurança que contribuam inequivocamente para a diminuição da sinistralidade e da ocorrência de doenças profissionais.

O actual contexto de trabalho em que as relações de trabalho apresentam vínculos cada vez mais precários, em que os técnicos do sector se vêem obrigados a emigrar para países muitas das vezes inóspitos, leva também a que estes técnicos estejam expostos a diversos perigos e aos consequentes riscos cujas consequências são tanto de ordem física com psíquica.

Através da apresentação dos sistemas de gestão de segurança de várias empreitadas, relevou-se como é imprescindível a interligação entre os instrumentos de planeamento, de segurança e como as medidas técnicas, designadas por medidas de engenharia, bem como a evolução da técnica são indispensáveis para a prevenção de riscos profissionais.

Neste 1º Encontro ficou também marcado pela vinda de representantes da Associação ISSCO, de Espanha, que expuseram a modo de implementação da Coordenação de Segurança no país vizinho.

Ficou patente, neste 1º Encontro, que a integração da Segurança nos ciclos produtivos , potencia uma maior competitividade das empresas.

O Encontro que reuniu cerca de 300 participantes e 25 parceiros institucionais, veio demonstrar o interesse e a pertinência do tema e ficou lançado o desafio para realização de novo evento, num futuro próximo.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO