quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Preparar, Planear e Produzir

Para os engenheiros civis estes são os conceitos fundamentais para o sucesso na gestão de qualquer empreitada, devendo ser transversais às economias e aos costumes das sociedades.

Actualmente e devido às exigências de mercado os prazos para execução de obras e os preços contratualizados têm margens cada vez menores, em contrapartida a qualidade de execução tornou-se a imagem de marca para qualquer empresa que queira ter sucesso, pelo que uma eficaz e bem coordenada gestão é fundamental para atingir os objectivos propostos.

Uma preparação cronológica do trabalho, bem estudada, constituí um processo de aumentar a produtividade, na medida em que contribui para dar uma maior rentabilidade aos meios de trabalho da empresa e assegurar a continuidade e melhoria dos seus recursos.

Cada actividade para se realizar exige consumo de tempo e de recursos. Estas as duas variáveis são fundamentais na elaboração do planeamento de uma obra, uma correcta gestão do tempo de execução, prevendo o máximo de inconvenientes que poderão ocorrer, o ajustamento das margens livres das actividades de uma forma realista, a particular atenção pelas actividades críticas (as pertencentes ao caminho critico), uma liderança determinada, capaz de incutir o sentido de equipa, garantindo que cada interveniente sabe o que deve fazer, quais são as suas responsabilidades e os limites do seu campo de acção e que motive os recursos que tem ao seu dispor garantirão o cumprimento do prazo de execução da obra e das margens de lucro orçamentadas.

A gestão de obra não é uma ciência exacta, exige-se que seja feita de forma seria, ou seja, executada com o firme propósito de acertar e de tirar ensinamentos em todas as circunstâncias.

---
Artigo escrito por João Paulo Abrantes.









1 Comentário:

MP disse...

Muito Bom! Grande JP!

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO