quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Prédio de Barcelos em perigo de derrocada?

Em Dezembro de 2008 os moradores do prédio panorâmico em Barcelos receberam o aviso da protecção civil para abandonar o prédio pois um estudo do Departamento de Engenharia Civil da Universidade do Minho apontava para a possível derrocada do mesmo. Entretanto com a mudança da presidência da Câmara Municipal de Barcelos, o novo presidente, Miguel Costa Gomes, decidiu encomendar outro estudo, desta feita aos Professores Joaquim Figueiras e Adelino Costa da Universidade do Porto. Estes indicaram que a solução preconizada pela Universidade do Minho está muito acima do necessário no que diz a custos de intervenção. Joaquim Barros, Professor Catedrático da Universidade do Minho, mantém a sua posição e garante o perigo de derrocada deste prédio. Entretanto a Câmara de Barcelos contratou uma empresa de engenharia civil para analisar este processo, a JFA Engenharia, e a mesma coloca-se ao lado da posição dos dois professores da Universidade do Porto. Veja de seguida um vídeo com a reportagem da RTP sobre este assunto.









2 Comentários:

Anónimo disse...

Ai Barros!Ai Barros! É o que dá andar a fazer as contas no femix com as tuas barrinhas e rótulas! Olha que isto não são os teus exames em que reprova toda a gente.

Castro disse...

Posso dizer que conheço tanto os intervenientes da UMinho como da FEUP e considero que a abordagem feita pelo professor Joaquim Barros é demasiado académica, longe da realidade e despegada de toda e qualquer preocupação financeira (não fossem os honorários pagos em função do valor global da intervenção, claro está).
Joaquim Barros é um académico, um investigador, um cientista. Não é, sequer, um professor. Muito menos alguém com perfil para trabalhar em projeto. As pessoas têm que aprender a estar no lugar que é o delas.

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO