quinta-feira, 10 de novembro de 2011

YUMN promove missão empresarial ao Iraque

Uma missão de empresários portugueses desloca-se, entre 22 e 28 de Novembro, à cidade de Erbil, no Iraque, para promover um conjunto de contactos bilaterais, com o objectivo de estreitar a cooperação económica, empresarial e científica e a detectar oportunidades de investimento num país que acaba de sair da guerra e que sofreu longos anos de embargo internacional.

A iniciativa é promovida pela YUMN Worldwide, uma consultora nacional que aposta numa nova cultura de internacionalização, assente em acordos de cooperação industrial, comercial, tecnológico e científico. Após a última missão, realizada em Outubro e na qual participaram empresas como o Grupo Casais, a Águas de S. Martinho, Climar, Competinov, Eurotux, DC Engenharia, MTrcd e The SkyLard Project, a YUMN reforça agora a sua estratégia de mobilização de empresas portugueses para aquele mercado internacional, integrando nesta deslocação ao Iraque um grupo de investidores privados, entre as quais a Casais, JM Pinto Marques, Annopei, Lona, Jeset, Inside e Grumese. A missão servirá igualmente para consolidar negócios de algumas das empresas que estiveram na missão anterior.

Segundo António Azevedo Campos, responsável pela YUMN, “estas acções têm como exclusivo intuito levar para o exterior o saber, a experiência, a tecnologia e a capacidade de organização e de trabalho dos portugueses, apostando em sectores de actividade com maior potencial de negócio: energias, consultoria em arquitectura, engenharia, gestão, indústria, comércio e serviços”. A construção civil representa uma das áreas prioritárias “avaliada em cerca de 100 mil milhões de US dólares, com projectos de construção de grandes dimensões num mercado que apresenta poucas restrições”, sublinha.

A melhoria das condições de segurança desde 2008 tem contribuído para a promoção de um clima empresarial favorável ao investimento, o que constitui, na opinião de António Azevedo Campos, mais uma razão para apostar naquele país. Por outro lado, face à conjuntura económica nacional e internacional desfavorável, “os países árabes assumem cada vez mais um relevo especial na esfera da internacionalização da economia portuguesa, sendo que os mesmos constituem um mercado de mais de 400 milhões de potenciais consumidores com poder aquisitivo que ultrapassa os 250 mil milhões de euros por ano e planos de desenvolvimento quinquenais que atingem - em apenas um terço desses países - um trilião de euros”, acrescenta.

Com projectos em avançada fase de negociação em Bagdad, a YUMN alarga agora a sua intervenção a Erbil – a mais antiga cidade continuamente habitada do mundo - , para o que continua a contar com o “inestimável contributo do embaixador da República do Iraque em Portugal, Hussain Sinjari, cuja disponibilidade para estreitar relações de cooperação tem sido total”, como sublinha o promotor da missão.

Sedeada em Braga, a YUMN é a primeira empresa portuguesa a levar a cabo um trabalho efectivo e sustentado de análise e de desenvolvimento de acções empresariais, com o objectivo de posicionar Portugal como um player no quadro do desenvolvimento da sociedade iraquiana do pós-guerra e da nova era democrática.

Os empresários interessados em participar nesta missão empresarial podem inscrever-se junto da YUMN.

Contacto:
Natália Teixeira
Praça D. Filipa de Lencastre, 22
1º esq., sala 22
4050-259 Porto
Tlm: +351 935 871 005
nataliateixeira@ice-iberica.com









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO