sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Empresário de Anadia simula rapto

Um empresário de Anadia no ramo das instalações eléctricas executou um plano quase perfeito para se pôr a salvo dos credores. Quando se viu em situação extrema a nível financeiro, o empresário decidiu fugir para o Brasil com uma uma grande quantidade de dinheiro, simulando então um rapto que incluía o roubo da quantia que levava e que seria a desculpa que daria aos credores para não ter dinheiro para lhes pagar no imediato. A família, que desconhecia o estratagema, alertou a polícia para o desaparecimento dele.

Procedendo às diligências necessárias e em cooperação com as autoridades brasileiras, a Polícia Judiciária de Aveiro obteve a informação de que o empresário português estava em Fortaleza, e muito bem de saúde, que não estaria de todo raptado. Posto isto, a Policia Judiciária prendeu o falso sequestrado quando este regressava ao nosso país.

Legalmente falando, o crime que este empresário cometeu foi o de "simulação de crime", em que as penas podem ir até um ano de prisão ou 120 euros de multa.

O empresário que esperava arranjar uma boa desculpa para os credores, e talvez sensibiliza-los para a difícil situação em que se encontrava após o suposto assalto, terá conseguido despertar ainda mais a sua ira, e agravar a situação a diversos níveis.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO