segunda-feira, 30 de maio de 2011

DST lança curta-metragem com participação dos seus trabalhadores

Em Braga, há uma empresa que combate a crise com cultura. O CEO do Grupo DST, José Teixeira, convidou a artista Ângela Ferreira e os trabalhadores da empresa para participarem numa obra ilustrada da qual também resultou uma curta-metragem.

A lotação do Theatro Circo, em Braga, está esgotada para a apresentação da curta-metragem "Os Maias". Os 900 lugares da sala vão ser maioritariamente ocupados por participantes, amigos e familiares dos trabalhadores da empresa do ramo da engenharia de construção que promoveu a iniciativa.

A ideia, que partiu do CEO do grupo, José Teixeira, consiste num projeto multi-plataforma da qual resulta uma obra ilustrada a partir de uma reedição de Os Maias, de Eça de Queiroz. "Os projectos excêntricos desta empresa trazem uma riqueza muito grande a quem trabalha aqui", explica Ângela Ferreira, diretora artística do projeto. "É um projeto barroco e ao mesmo tempo contemporâneo, na medida em que busca a sociedade portuguesa e a sua portugalidade nos dias de hoje. Fala das grandes questões que Portugal enfrenta. Foi um projecto ambicioso que tratava de recuprar um tempo e, ao mesmo tempo, trazê-lo para os dias de hoje", explica.

Para além da curta-metragem, será também apresentada uma reedição do livro, onde são os trabalhadores da empresa são a cara e o corpo dos protagonistas da história.O Grupo DST, que promove constantemente iniciativas de âmbito cultural, entre as quais o prémio de fotografia "Encontros da Imagem", assinará também hoje um programa de apoio/financiamento de 50 mil euros à Companhia de Teatro de Braga.

Fonte: Expresso

Para verem um vídeo sobre a curta-metragem promovida pela DST, visitem a página do Expresso.









Seja o primeiro a comentar

Enviar um comentário

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO